Pássaros em situação de maus tratos são resgatados e dono é multado em R$ 21 mil

Na mesma rua, duas casas cujas obras foram embargadas, continuavam a desmatar a região, em Cambury

1
89
fappornvideos.com www.xxnx.sex phimtube
pásaaros
As gaiolas estavam sujas e a água dos bebedouros turva e com musgo (Foto: Ambiental/Divulgação)
- Publicidade -

A Polícia Ambiental aplicou na tarde desta terça-feira (18), uma multa de R$ 21,5 mil a um homem que se identificou como dono de sete pássaros silvestres em situação de maus tratos.

- Publicidade -

O flagrante aconteceu próximo à Rodovia SP-55, no bairro Cambury, Costa Sul de São Sebastião, na Comunidade Barreirinha. O local que, segundo a Ambiental, é de ocupação desordenada. Já na varanda de uma das casas foram localizadas duas gaiolas e outras duas na garagem.

Condições dos pássaros

pássaros
Foto: Ambiental/Divulgação

Foi encontrado um coleirinho papa-capim em uma gaiola individual e seis canários da terra divididos aos pares em três gaiolas, todos sem anilhas e sem autorização do órgão competente.

Os policiais afirmaram ainda que as gaiolas estavam em situação precária de higiene, com “acúmulo de fezes em várias pilhas, indicando que a limpeza não é realizada há semanas, assim como os bebedouros, que apresentavam excesso de musgo e água turva. Também havia muita sujeira nos assoalhos das gaiolas, tais como cascas de ração, restos de frutas em decomposição e ração espalhada”, o que caracteriza maus tratos.

Foram elaborados dois autos de infração ambiental “por ter em cativeiro aves silvestres sem autorização do órgão ambiental competente” e “por praticar ato de maus tratos a animais silvestres”.

Na mesma rua

pássaros
Foto: Ambiental/Divulgação

A Ambiental havia ido ao bairro para cumprir ofícios do Ministério Público de São Paulo, em casas anteriormente autuadas em 2016 e 2017. Foi constatado que os proprietários continuavam impedindo o regeneração da vegetação nativa, mesmo depois do local ser embargado.

Os suspeitos ainda realizaram novas obras, gerando outro auto de infração ambiental “por impedir a regeneração natural da vegetação através da ampliação de uma residência unifamiliar” e outro “por desrespeito a embargo”, com aplicação de multa diária no valor de R$ 50 para cada proprietário das residências.

- Publicidade -
frpornosexe big tit woman dildos her snatch.
cum from gross fat guy. indianxnxx swallowed adorable teens take turns sucking a big cock.
xxxbunker

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui