Jovens da Fundação Casa recebem espetáculos de teatro

No fim da apresentação os internos distribuíram flores de papel confeccionadas por eles como agradecimento

0
74
Foram duas apresentações para os 64 internos da unidade (Foto: Fundacc/ Divulgação)

Os jovens e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na Fundação Casa de Caraguatauba receberam duas apresentações da peça ‘Aids: Comigo não Acontece’, do Coletivo Teatral Saturnália, da Fundacc. A unidade tem atualmente 64 pessoas, entre 12 e 21 anos, internados. Destes, 48 jovens são internos e 16 se encontram em situação provisória.

- Publicidade -

A peça retrata temas como droga, álcool, sexo e gravidez na adolescência e, segundo os atores do coletivo, tem como meta conscientizar os jovens, causar impacto e trazer reflexão sobre situações presentes no seu dia a dia.

Após as apresentações, o coletivo abriu uma sessão para perguntas e respostas, onde conversaram com os jovens, compartilharam histórias pessoais, afim de incentivá-los na fase em que se encontram. No fim da apresentação os internos agradeceram a presença dos convidados e distribuíram flores de papel confeccionadas por eles.

Para o interno F.S., 17, de São José dos Campos, é importante a oportunidade de receber trabalhos como este na Fundação porque é diferente e os tira de suas rotinas. Ele também salientou que, “essa é a realidade que nós temos, então, é bom para refletir. Vou levar a essa lição para sempre comigo”.

O convite para a apresentação surgiu por intermédio da professora de português, inglês e artes, Adriana Espanhol. Ela contou que vem trabalhando com os rapazes em um projeto de cinema e artes cênicas e que vários convidados têm contribuído para aulas interativas com os reclusos.

“Os meninos buscam aprender e são curiosos”, contou Adriana. A professora também frisou que o trabalho que vem desenvolvendo na Fundação Casa tem cunho educativo com a meta de socializar e reintegrar esses jovens à sociedade.

Rotina

O coordenador pedagógico da Fundação Casa, Claudio Woidella, conta que durante a parte da manhã os jovens assistem aulas com professores do Estado e na parte da tarde desenvolvem atividades ligadas a arte e cultura como é o caso da oficina de teatro. Além disso, há a formação profissionalizante na área da informática e alimentar.

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui