Polícia Militar anuncia mega operação no Litoral Norte

Combater tráfico de drogas na periferia e coibir rolezinho de menores de idade são prioridade

0
1251
Lançamento da operação reuniu policias militar, civil e federal (Foto: Divulgação)
- Publicidade -

Em reunião preparatória realizada na manhã desta terça-feira(23), na sede do 20º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I), foi anunciada a Mega Operação Integrada no Litoral Norte com todos órgãos de segurança pública, estadual, federal e municipal com foco no combate à criminalidade em Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela. Segundo os policiais, o foco da ação será combater o tráfico nas periferias e coibiri o chamado”rolezinho”.

- Publicidade -

De acordo com o tenente coronel César Eduardo Ferreira, os “rolezinhos” contam hoje com aproximadamente 1 mil jovens e adolescentes que se reúnem para beber, fazer sexo em local público, usar drogas e ouvir música alta. Segundo a PM, esses encontros são marcados através das redes sociais, antes por grupos mais pobres da cidade que não tinham condições de pagar uma danceteria, por exemplo, mas hoje atrai também a classe média.

O tenente César conta ainda que o local da reunião é itinerante: “antes os jovens se encontravam no Camaroeiro, onde recebemos várias denúncias de uso de embarcações durante a madrugada para fazer sexo e usar drogas. Os dispersamos de lá e migraram para a Martim de Sá”. Além disso, a operação irá atuar em áreas de periferia, principalmente na divisa com São Sebastião: Enseada, Perequê Mirim e Travessão.

Perguntado sobre o tráfico de drogas que assola o bairro Morro do Algodão, o comandante informou que estão trabalhando naquela área. “Semana passada já executamos uma prisão, mas o trabalho maior tem sido feito pelo setor de Inteligência, no sentido de captura das pessoas certas. Também estamos nos fazendo presentes na região do Rio Juqueriquerê, Porto Novo e arredores”, informou.

O tráfico parece ser o ponto nevrálgico de todo o litoral norte; segundo Ferreira: “O consumo é varejo, é local. Apreendemos 20, 30 pedras de crack com cada pessoa. Às vezes com as denúncias, conseguimos apreender uma quantidade maior de drogas”, conclui.

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui