Campanha de vacinação contra a gripe começa nesta quarta-feira (10)

Ação segue até 31 de maio e meta é atingir cerca de 600 mil pessoas no Litoral Norte e Vale do Paraíba, segundo Ministério da Saúde

0
119
Campanha segue até 31 de maio em todo Brasil (Foto: Divulgação)

As quatro cidades do Litoral Norte aderiram a campanha nacional de vacinação contra a gripe (tipo A – vírus H1N1 e H3N2 – e tipo B) e iniciam a aplicação das doses nesta quarta-feira (10). A ação segue até 31 de maio em todas a Unidades de Saúde da região. Segundo o Ministério da Saúde, a meta é atingir cerca de 600 mil pessoas no Litoral Norte e Vale do Paraíba.

- Publicidade -

Na primeira etapa da campanha, até 21 de abril, o público alvo são cianças até 6 anos, gestantes e puérperas (45 dias após o parto). Na segunda etapa serão imunizados idosos (mais de 60 anos), trabalhadores de saúde (dos setores públicos e privados), professores (da rede pública e privada), povos indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. A campanha terá também um dia “D” de imunização no dia 4 de maio. A meta é atingir pelo menos 90% dos grupos de risco.

De acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Ilhabela, Simone Fortes, há 21 anos a vacina contra a gripe é disponibilizada na rede pública para os grupos prioritários. “A vacinação para esses grupos é de extrema importância para a redução das complicações, das internações e mortes causadas pela doença”.

Sintomas

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

Sua manifestação mais comum é a síndrome gripal, que se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e fadiga. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização.

Prevenção

Para redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, adote medidas gerais de prevenção, tais como: lavagem e higienização das mãos frequente, principalmente antes de consumir algum alimento; uso de lenço descartável para higiene nasal; cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; higienizar as mãos após tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas; manter os ambientes bem ventilados; evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe; evitar aglomerações e ambientes fechados; utilizar álcool em gel para higienizar as mãos.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui