Prefeitura é acusada de pagar R$ 600 mil por evento que não aconteceu

Pedido de afastamento do prefeito Marcio Tenório será votado nesta terça-feira (19)

0
354
A criação de CEI para cassação do prefeito será votada na terça-feira (19) (Foto: Nova Imprensa)

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara Municipal de Ilhabela investiga o suposto pagamento no valor de R$ 649,9 mil por um evento que não aconteceu. A empresa contratada teria que realizar o “Paço do Samba” nos dias 26 e 27 de janeiro. O caso gerou um pedido de afastamento do prefeito Marcio Tenório, que deve ser oficializado e votado pelos vereadores na sessão desta terça-feira (19).

- Publicidade -

A Prefeitura informou em nota que o dinheiro pago pelo evento já foi devolvido. “A denúncia é fraudulenta e visa induzir os vereadores a erro, visto que omite que o recurso já foi devolvido e não houve dano ao erário. Portanto, trata-se de um fato político”. A administração afirma ainda que disponibilizou a documentação que comprova os atos administrativos desse processo ao legislativo e aos cidadãos.

O legislativo emitiu um ofício ao proprietário da empresa Five Eventos, sediada na cidade de São Paulo, com objetivo de esclarecer o caso. De acordo com o documento, os representantes legais da companhia têm o prazo de até sete dias para prestarem os devidos esclarecimentos à comissão.

O evento previa em contrato a apresentação de Leci Brandão, Dudu Nobre, Hamilton de Holanda, Martnália e Velha Guarda da Portela.

O pedido de cassação do prefeito de Ilhabela foi feito pelo advogado Pedro Ernesto Silva Prudêncio e precisa agora de seis votos (2/3 dos vereadores) para que seja aberta uma Comissão Especial de Inquérito (CEI).

Caso seja aprovada, a comissão vai avaliar a possibilidade de afastamento imediato do líder do Executivo.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui