Prefeitura de Ilhabela volta atrás e mantém chefia na Educação

Yeda Lopes teria deixado o cargo por motivos de saúde no fim de janeiro

0
245
Yeda Lopes ficou 13 dias afastada do cargo em Ilhabela (Foto: PMI/ Divulgação)

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, anunciou na segunda-feira (4), na E.M. Paulo Renato Costa Souza, a volta de Yeda Lopes como secretária de Educação. A professora havia deixado o comando da pasta no dia 23 de janeiro por motivos de saúde.

- Publicidade -

O chefe do Executivo ilhéu elogiou o trabalho da secretária e da equipe pedagógica. “Precisamos ter um olhar especial com a saúde de nossos funcionários, e não poderia ser diferente com a professora Yeda, que tem realizado junto com sua equipe diversas ações importantes à frente da pasta. Caso a secretária necessitar se afastar para consultas ou intervenções médicas, a professora Ana Paula Santos (adjunta) e todo o grupo darão continuidade aos trabalhos até que ela possa voltar a comandar a secretaria”.

A secretária deu boas vindas a toda sua equipe, realizou uma apresentação do apoio pedagógico e falou sobre a permanência no cargo. “Sou apaixonada pela educação pública. Sempre tive amor pelo que faço, e esse amor me motiva a ficar. Agradeço essa oportunidade em estar secretária, e poder fazer mais pela Educação de Ilhabela, fazer mais pelos nossos diamantes (alunos), que precisam ser lapidados todos os dias, dando oportunidade e incentivando cada um deles a serem pessoas melhores e que lutem pelos seus sonhos até alcançarem seus objetivos”, declarou Yeda.

Ano Letivo

O ano letivo terá início no dia 11 de fevereiro. Assim como em 2018, a administração irá fornecer kits de materiais e uniformes para todos os alunos. “O uniforme além de gerar economia na renda das famílias é uma segurança para os alunos, que podem ser facilmente identificados”, explicou Tenório.

Educação

A Secretaria Municipal de Educação é a maior em número de servidores e departamentos, e conta hoje com mais de 1,4 mil funcionários divididos entre a sede e as 38 escolas que atendem cerca de 7 mil alunos, tanto na zona urbana como nas comunidades tradicionais caiçaras.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui