Corpos desaparecidos são encontrados a 30 Km do acidente

0
4

Jovem e criança de São Paulo foram encontrados pelos Bombeiros nesta terça

- Publicidade -
Corpos se deslocaram do sul ao norte da ilha (Imagem: Divulgação)
Por Daniela Malara Rossi
Foram encontrados, na manhã desta nesta terça-feira (16), os corpos dos dois outros turistas de São Paulo, que estavam desaparecidos desde sábado (13), após um acidente durante uma pescaria, no bairro São Pedro, sul de
Ilhabela. De acordo com a Polícia Civil, a correnteza e os ventos foram responsáveis
pelo deslocamento dos corpos, que foram localizados a cerca de 30 quilômetros
do local onde caíram.
O estudante de 24 anos, M.V.S.O, foi achado no Canal de São Sebastião e o corpo da criança D.R.B.A, de 11 anos, estava próximo à Praia da Armação, na região norte do arquipélago. As duas vítimas foram localizadas durante patrulha do Grupo de Salvamento Marítimo do Corpo de Bombeiro, que se deslocavam de lanchas e botes. Os dois estavam acompanhados de mais um homes, cujo corpo foi achado no domingo (14) por uma
embarcação que passava pela Ilha das Cabras.

A primeira vítima era um mecânico, de 44 anos, cunhado do rapaz e tio da criança. Segundo testeminhas, eles estavam acampados nas proximidades do acidente, onde sempre costumavam passar dias de folga. Após saírem para uma sessão de pescaria e não retornarem, um comerciante local pediu ajuda da Polícia. Na costeira
onde o grupo costuma ir, foram encontrados materiais de pesca.

Falta de sinalização

O escrivão-chefe da 1ª DP de São Sebastião, Gerson Lopes, diz que é necessário ter muito cuidado ao se aproximar de pedras e costeiras para pescar. “O ideal é conhecer o local e sempre estar atendo aos horários das marés e à mudança de tempo. Além disso, recomendamos o uso de coletes salva-vidas para pescar em regiões de costa. Outro ponto importante é a sinalização. É necessário que os responsávies coloquem placas com informações sobre  os locais que representam perigo, especialmente para os turistas que chegam ao litoral e não conhecem o comportamento do mar”, destaca ele.


Moradores do local também alertaram para a necessidade de sinalização na região, especialmente na Pedra do Japonês e em São Pedro, onde turistas e caiçaras costumam praticar a pescaria.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui