São Sebastião aciona plano de contingência após confirmação de febre amarela

Há ainda uma suspeita da doença em paciente que morreu nesta terça
Reunião de emergência foi realizada no gabinete do prefeito (Foto: PMSS)

Em virtude da confirmação do primeiro caso de febre amarela em ser humano, no início da tarde desta terça-feira (24/04) o prefeito Felipe Augusto mobilizou representantes das secretarias municipais, Defesa Civil e Fundação Florestal para uma reunião de emergência onde foi iniciado um Plano de Contingência na tentativa de atingir os 32% da população da cidade que ainda não se vacinaram contra a doença.

Todas as ações  serão iniciadas já nesta quarta-feira  (25/04) com a mobilização dos alunos da Secretaria Municipal de Educação em palestras educativas nas escolas falando da importância de se imunizar contra a doença. Além disso, as equipes de agentes da Estratégia Saúde da Família (ESFs) farão o bloqueio vacinal e as imunizações casa a casa nos bairros da Costa Sul. 

Equipes da Defesa Civil e da Fundação Florestal também deverão acompanhar os agentes de saúde para vacinar a população que reside em áreas isoladas e nas áreas de mata do Parque Estadual da Serra do Mar.

“Queremos atingir o maior número de pessoas e certamente o auxílio das equipes da Defesa Civil e do Parque Estadual será fundamental para atingirmos a esses lugares onde o acesso é mais difícil”, explicou o secretário de Saúde Carlos Roberto Pinto. 

Ainda de acordo com o secretário o número de pessoas que ainda resistem à imunização é muito grande.  “Há muita informação inverídica sobre a vacina, mas este é o principal meio de ser imunizado contra a doença”, frisou. 

Para o prefeito Felipe Augusto  o momento é de mobilização e ação para ampliar  o percentual de pessoas  vacinadas.  “A população precisa se conscientizar de que a vacinação é a única forma de se prevenir contra a doença e a pessoa que não se vacinar, caso seja contaminado pelo vírus têm apenas 50% de chance de sobrevida”, destacou Felipe Augusto.  

Investigação

Além do paciente que permanece internado em São Paulo, a cidade está investigando a causa da morte de um segundo paciente que deu entrada no Hospital de Clínicas de São Sebastião e faleceu na madrugada desta terça-feira (24/04) com suspeita da doença. Segundo informações do setor de Vigilância em Saúde, os dois casos são de moradores que viviam na Costa Sul da cidade e ao dar entrada na unidade hospitalar deram como referência um endereço de Barra do Sahy. 

Vacinação

As doses estão disponíveis nas 16 salas de vacina localizadas nas Unidades de Saúde da Família, e em duas Unidades de Saúde (Topolândia, Enseada). Nas Unidades de Saúde da Família (USF’s) o horário de atendimento é das 8h às 16h; nas duas Unidades Básicas da Enseada e Topolândia a vacinação ocorre em horário estendido, das 17h às 20h.

Para se vacinar é necessário apresentar um documento de identidade com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou certidão de nascimento (no caso de crianças). Toda a população a partir dos nove meses de idade deverá ser imunizadas e, de acordo com a Vigilância Epidemiológica, as contraindicações são para as mulheres grávidas, mães que amamentam crianças até seis meses de idade, pessoas que fazem o uso de medicações imunossupressoras, portadores de doenças autoimunes, câncer e alergia grave ao ovo de galinha.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que todas as equipes das Unidades de Saúde foram capacitadas para fazer a avaliação e indicar ou contraindicar a vacina. Sendo assim, as pessoas não precisam ter dúvidas, basta procurar uma das unidades e receber todas as orientações. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário