Prefeito de Ilhabela confirma saída de terceiro secretário em menos de um mês

Após mudanças na Saúde e Obras, Mauro de Oliveira deixa pasta do Meio Ambiente
Mauro de Oliveira deixou o cargo neste sábado (Foto: PMI/ Divulgação)

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, confirmou na tarde deste sábado (14), a saída de mais um secretário municipal: Mauro de Oliveira, que ocupava a pasta de Meio Ambiente. O prefeito ainda anunciará o novo secretário.

Esta é a terceira mudança feita pela atual gestão nas últimas semanas. Já deixaram os cargos, Luiz Paladino, secretário de Planejamento Urbano, Obras e Habitação e também Marco Antônio Gênova, da Saúde.  Nessas duas pastas o prefeito também não anunciou os novos titulares e a saída está sendo conduzidas por seus adjuntos, respectivamente Carlos Augusto, o Gordo do Portinho, e Gustavo Barboni.

De acordo com a Prefeitura, durante sua estadia frente à secretaria, Mauro de Oliveira desenvolveu uma série de atividades que auxiliaram o município na preservação ambiental proporcionando, ainda, melhores condições de vida aos moradores, com a realização de importantes projetos, a exemplo daqueles destinados ao saneamento básico e sistema de abastecimento.

Dentro deste contexto, a Secretaria de Meio Ambiente desenvolveu ações para melhorar o sistema de abastecimento de água, com ordens de serviço assinadas pelo prefeito no mês passado junto aos moradores do Ilhote, num investimento de R$ 6 milhões em saneamento na região.

O prefeito também divulgou projetos para as obras de ampliação do reservatório do Green Park, que terá sua capacidade atual de 50 mil litros, elevada para um milhão de litros de água, e que dará maior segurança operacional para o abastecimento dos bairros Green Park, Reino e Engenho Novo. 

Outro projeto de ampliação do abastecimento de água confirmado por Márcio Tenório é o do reservatório da ETA do Pombo, no Bexiga, para dois milhões de litros (eram 150 mil litros), que permitirá, se necessário, água para abastecer a Barra Velha.

A ideia da Prefeitura é universalizar o atendimento à população em seis anos, com um investimento superior a R$ 160 milhões no aumento da cobertura de água e esgoto.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário