Ubatuba volta a estado de alerta e escolas municipais ficam fechadas

Cidade registrou 160 mm de chuva desde quarta-feira
Queda de barreira registrada na Ponta Grossa (Foto: Divulgação/PMU)

Mesmo com a chegada do outono, a chuva voltou a cair em Ubatuba desde a noite de quarta-feira, 21. Foi registrado um total de 160 mm de chuva, o que ocasionou vários pontos de alagamentos e a Defesa Civil fez vistoria pelo município. Não há registro de desabrigados, mas duas escolas municipais estão sem aula por conta da cheia no rio.

“Como o limite de Ubatuba é de 100 mm, estamos em estado de alerta. De todo o litoral paulista Ubatuba foi a que mais choveu. A única ocorrência que tivemos foi uma queda de barreira na Ponta Grossa, próximo à praia Vermelha do Centro, mas que não causou grandes transtornos e uma equipe da Prefeitura já foi direcionada para o local a fim de efetuar a limpeza", explicou o coordenador da Defesa Civil de Ubatuba, Guaraçay dos Santos.

Segundo ele, a preocupação é com relação ao solo, que está encharcado, o que favorece os deslizamentos, “mas continuaremos monitorando as áreas”.

"Estamos em estado de alerta porque as chuvas não param, não só aqui, como também em outras cidades. Nesse momento precisamos da união de todos. Muitos serviços estão comprometidos devido às chuvas.  Prefeitura e voluntários estão trabalhando para recuperar os estragos", enfatizou o prefeito Délcio Sato (PSD).

Sem aulas
De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, as escolas Profª Altimira Silva Abirached e EMEI Profª Bessie Ferreira Osório de Oliveira, ambas no Itaguá, estão com aulas suspensas sem previsão de retorno pois, com a cheia do rio, a água voltou a atingiu as unidades e não há como entrar nos locais e avaliar os prejuízos. Será necessário aguardar a baixa do rio, o que torna a definição de data imprevisível. 

A secretaria acredita que os danos tenham sido menores do que da outra vez, pois os profissionais vêm tomando medidas preventivas quanto aos materiais.

Zeladoria
Segundo informações da Secretaria de Serviços de Infraestrutura Pública, hoje os serviços de zeladoria previstos também estão suspensos devido às condições climáticas.

“As atividades de tapa-buraco estão suspensas. Há previsão de um recape Próximo à Praça BIP, porém, será feita uma análise pelo operacional a fim de avaliar a possibilidade de dar continuidade ao trabalho”, explicou o secretário adjunto da pasta, James Guimarães.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário