Símbolo histórico da igreja católica é queimado na comunidade do Bonete

Testemunhas alertam para problemas de intolerância religiosa e abuso de álcool e drogas dentro da comunidade
Tradição de Sta. Verônica remonta a quase dois séculos (Foto: Paróquia NSA)

A cruz da capela de Santa Verônica, que simboliza a igreja católica da comunidade tradicional do Bonete, no sul de Ilhabela, foi derrubada e queimada na noite do último sábado (17/3). De acordo com moradores da comunidade, que não quiseram se identificar, a base da cruz já estava deteriorada, mas o ato final teria partido de intolerância religiosa.

"O cruzeiro já estava cedendo e então, uma mulher, membro da igreja evangélica falou para que um parente seu pegasse a madeira para fazer fogueira, em tom de ironia, já que o símbolo é repudiado dentro da religião dela. O problema é que a pessoa que destruiu a cruz tem problemas com alcoolismo e ele foi e obedeceu às "ordens". Uma pessoa derrubou, outra lascou com machado e levou pra fogueira, inclusive com ajuda de outras pessoas que também estavam bêbadas. Este fato traz um alerta para dois graves problemas que estão acontecendo hoje dentro da comunidade: a intolerância religiosa e o abuso de álcool e drogas", afirmou a testemunha.

A diocese de Caraguatatuba considera o ato como vandalismo e fruto de intolerância religiosa e publicou uma nota de repúdio ao fato. "A Diocese não compactua com essa intolerância instalada em nossa sociedade, cada vez mais latente nos dias atuais e tomará as devidas providências para que a Cruz seja restaurada e que o ato não fique impune". A entidade lembrou ainda que "o Brasil é um Estado Laico, tendo a liberdade religiosa assegurada pela Constituição Federal e é inadmissível o desrespeito com a crença e a fé das pessoas, independente de qual seja a religião".

A Prefeitura de Ilhabela informou que vai realizar a reforma e revitalização do cruzeiro ainda esta semana. O secretário de Serviços Urbanos, Thiago Souza, explicou que serão enviadas equipes de manutenção à comunidade. “Encaminharemos equipes da pasta que farão a devida revitalização do cruzeiro até a sexta-feira”, concluiu.

Em nota a Paróquia Nossa Senhora Aparecida (na Barra Velha), responsável pela capela no Bonete, expressou indignação. “O cruzeiro erguido há tantos anos por missões realizadas anteriormente, marco histórico e religioso da Praia do Bonete, foi derrubado e ‘lascado’ por pessoas que ferem a sensibilidade religiosa de um povo. Tomaremos as devidas providências”, disse o pároco.


Comunidade Tradicional

A praia do Bonete é uma comunidade tradicional caiçara localizada no extremo sul do arquipélago, com acesso restrito, apenas por trilha ou mar, onde vivem cerca de 100 famílias. A tradição católica e a devoção à Santa Verônica remontam há mais de um século, sendo que até os dias atuais as festividades reúnem devotos que rezam a ladainha em latim anualmente no mês de julho, quando a igreja celebra Santa Verônica.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário