Instituto inaugura laboratório e intensifica pesquisa com peixes nativos

Nova estrutura possibilitará ampliação das pesquisas 
Laboratório de Pscicultura Marinha (Foto: IP/Divulgação)

Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento da piscicultura marinha na costa brasileira, o Instituto de Pesca (IP-Apta), órgão de pesquisa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, inaugura nesta quarta-feira (21/2), às 17h, o Laboratório de Piscicultura Marinha do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento do Litoral Norte (NPDLN), localizado em Ubatuba.

De acordo com Eduardo Gomes Sanches, pesquisador do IP e diretor do Centro de Pesquisa do Pescado Marinho, ao qual o NPDLN está vinculado, o novo laboratório possui quatro baterias de tanques em sistema de recirculação de água independentes. 

A primeira bateria conta com seis tanques de 3 mil litros, a segunda, com nove tanques de 150 litros, a terceira, com 12 tanques de 500 litros e a quarta, com 24 tanques também de 500 litros. Cada uma das quatro baterias de tanques dispõe de filtro de água equipado com luz ultravioleta, filtro biológico, filtro mecânico e um injetor de ozônio.

"Este laboratório nos dará a oportunidade de desenvolver até quatro experimentos simultaneamente, proporcionando o aumento da intensidade de produção científica do IP na área da piscicultura marinha. Com a infraestrutura que foi montada, o laboratório representa um grande avanço para o Instituto no sentido de modernizar as pesquisas que são feitas nesse Núcleo e terão um impacto positivo na publicação de artigos científicos em revistas internacionais”, projeta Sanches.

O pesquisador também explica que a nova estrutura possibilitará a ampliação das pesquisas sobre reprodução, larvicultura e engorda de espécies de peixes marinhos nativos do litoral brasileiro, que são o foco dos estudos conduzidos pelo IP em Ubatuba.

“Atualmente, conduzimos pesquisas com a garoupa-verdadeira e o mero, por exemplo. São peixes de alto valor comercial e que estão ameaçados de extinção. Neste sentido, o novo laboratório é um ganho considerável não só do ponto de vista do fomento à atividade de piscicultura marinha como também para o desenvolvimento de estudos em conservação e preservação dos recursos pesqueiros, pois irá ampliar a nossa capacidade de desenvolvimento de pesquisas com outras espécies”, diz.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, o novo laboratório do IP será decisivo para impulsionar a atividade de piscicultura marinha não só em São Paulo como em outras regiões do Brasil.

“O cultivo de peixes marinhos no Brasil ainda está muito aquém da nossa capacidade de produção. Por isso, o investimento em pesquisas que contribuem para viabilizar essa atividade é essencial para nos tornarmos um grande player do agronegócio também na produção de pescado. As pesquisas desenvolvidas pela equipe do Instituto de Pesca neste novo laboratório serão de extrema importância para impulsionar a atividade no país”, afirma o secretário.

Serviço:
Inauguração do Laboratório de Piscicultura Marinha do Instituto de Pesca
Data: 21 de fevereiro de 2018
Horário: 17h
Local: Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento do Litoral Norte – Instituto de Pesca
Endereço: Estrada Prof. Joaquim Lauro Monte Claro Neto, 2275 – Itaguá - Ubatuba (SP)
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário