Caraguá e Ubatuba também antecipam vacinação contra febre amarela

As duas cidades acataram orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e iniciam ação em 29 de janeiro
Vacinas devem ser apicadas a partir de 29 de janeiro (Foto: Divulgação)

As cidades de Caraguatatuba e Ubatuba acataram a determinação da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e anteciparam a campanha de vacinação contra a febre amarela para o dia 29 de janeiro, com encerramento em 17 de fevereiro. A ação aconteceu após a Organização Mundial da Saúde (OMS) considerar todo o Estado como área de risco, nesta terça-feira (16).

Em Caraguatatuba, a campanha será realizada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com exceção da unidade do bairro Tabatinga, que não conta com sala de vacina. O atendimento será feito em horário estendido, especialmente para a aplicação da vacina, das 7h30 às 19h, de segunda a sexta-feira. Além disso, serão feitos dois mutirões aos sábados (dia 3 e 17 de fevereiro), com pontos de aplicação da vacina espalhados por toda a cidade, das 8h às 17h. 

Já na cidade de Ubatuba, a logística da campanha está sendo organizada pela Vigilância em Saúde em conjunto com o Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Caraguatatuba. Ainda não há informações detalhadas sobre o número de doses que chegarão a Ubatuba, mas é certo que todas as unidades de saúde oferecerão a vacina fracionada em dias e horários que estão sendo definidos em conjunto com as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), da Atenção Básica.

A campanha terá pelo menos um dia “D” de vacinação no sábado, 3 de fevereiro. Nessa data, os postos de saúde de Ubatuba abrirão das 8 às 17 horas para imunizar a maior parte da população. Ainda não há confirmação da secretaria estadual de Saúde se haverá um segundo dia D de imunização. A lista completa dos postos que abrirão no dia 3 e outros detalhes serão divulgados em breve.

Vacinação integral

Enquanto a campanha não começa, a vacinação em dose integral continua a ser aplicada nas unidades de saúde sob agendamento prévio para as pessoas que viajam para áreas endêmicas da doença ou que necessitam do Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela.

Vacinação fracionada

Para ampliar o número de pessoas vacinadas, o  Governo Estadual fornecerá as doses de forma fracionada, ou seja, cada dose deve ser dividida entre cinco pessoas. "A dose fracionada é a forma que o Estado encontrou de imunizar mais pessoas. A única coisa que muda é o período de proteção. Enquanto a dose integral imuniza por toda a vida, a dose fracionada imuniza por oito anos, sendo necessário realizar um reforço após esse tempo", explica o secretário de Saúde de Caraguatatuba, Amauri Toledo. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário