Estátua submersa da Ilha Anchieta é retirada para restauração

O monumento de Jacques Costeau está a 9 metros de profundidade e será suspenso nesta quinta-feira (11)
A estátua foi feita em homenagem a Jacques Costeau (Foto: Divulgação)

A estátua submersa do oceanógrafo Jacques Costeau, que fica na Praia do Leste da Ilha Anchieta, em Ubatuba, será retirada do mar nesta quinta-feira (11) para passar por um processo de limpeza e restauração. A obra encontra-se na areia, a nove metros de profundidade e deve ser conduzida para a "Praça da Baleia" ou outro lugar apropriado que ofereça segurança e condições adequadas de manutenção. 

O procedimento incluirá a retirada de cracas e algas da estátua, além da pintura com material adequado a sua localização. Caso seja necessário, ainda será feito algum tipo de restauro devido a danos ocasionados pelo tempo. De acordo com informações da secretaria de Turismo, não é possível ainda fornecer mais detalhes sobre  a restauração, pois não se sabe com precisão como ela se encontra no fundo do mar.

Relembrando

Uma estátua em tamanho natural foi colocada pela Associação das Operadoras de Mergulho em 15 de novembro de 1997, como forma de homenagear o mergulhador e cientista francês, Jacques Cousteau. “Na ocasião, foram reunidos mais de 200 mergulhadores na tentativa de quebra de recorde de mergulho simultâneo. Esse local acabou se tornando um atrativo, consolidando um ponto importante para a realização de mergulho”, explicou Orabona.

Jacques-Yves Cousteau

No dia 25 de junho de 1997 morria o oceanógrafo, explorador, conservacionista, documentarista e cineasta francês Jacques-Yves Cousteau. Também conhecido como Capitão Cousteau, ele foi pioneiro na luta pela conservação marinha e era um apaixonado pelos mares.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário