360 famílias em áreas de risco de Caraguá podem receber casas do governo

Prefeito faz balanço dos estragos causados pelas chuvas e deve pleitear as moradias ao CDHU; Cerca de 100 famílias continuam desabrigadas e devem receber auxílio aluguel de R$ 600
Prefeito de Caraguá faz balanço das chuvas em entrevista coletiva (Foto: Divulgação)

Com o fim do decreto de Estado de Emergência, o prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, fez um balanço dos estragos causados pela forte chuva que atingiu a cidade no último dia 15 de março. Durante entrevista coletiva, ele declarou que está solicitando ao CDHU 360 casas populares para atender as famílias que se encontram em área de risco, visando evitar novos desastres.

Segundo o balanço da prefeitura, em 10 dias, 385 famílias foram atendidas, sendo que 100 ainda continuam recebendo auxílio e 58 ainda estão alojadas em abrigo municipal. Nos próximos dias a Prefeitura irá realizar um cadastro/triagem, para que essas pessoas possam receber auxilio aluguel no valor de R$ 600.

Foram investidos cerca de R$ 375 mil em obras emergenciais de drenagem e desassoreamento em rios, limpeza de valas, locação de maquinários, compra de cestas básicas, colchões, material de limpeza e higiene, além de comida pronta. 

Outro ponto destacado pelo prefeito foi a necessidade de recurso no valor de R$ 3,1 milhões, para viabilizar demais obras consideradas emergenciais, com a finalidade de prevenir ocorrências graves em períodos de chuvas constantes. O recurso foi  solicitado junto ao Governo Federal que já recebeu um relatório dos estragos causados pela chuva.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário