Caraguá decreta Estado de Emergência; Cidade tem dois pontos interditados

A ação tem o objetivo de agilizar operações de socorro e limpeza; Doações para as vítimas já podem ser recolhidas
Condomínio no Canta Galo segue interditado (Foto: Divulgação)

Em entrevista coletiva, realizada no fim da tarde desta quarta-feira (15/3), o prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Júnior, informou que está decretando Estado de Emergência no município, em função das fortes chuvas que atingiram diversos bairros. Um Estado de Emergência é caracterizado pela ocorrência de anormalidades que comprometem a capacidade de resposta do poder público. Nesses casos, o gestor tem autorização para contratar serviços e maquinários sem licitação para agilizar operações de socorro às vítimas e limpeza da cidade.

Até o momento, a cidade teve dois locais interditados por segurança: um condomínio horizontal localizado no início da avenida principal do bairro Canta Galo e o morro Santo Antônio, que sofreu um grande deslizamento de terra. Na quinta-feira (16/3), os principais bairros que receberão socorro da Secretaria de Serviços Públicos (Sesep) serão Canta Galo, Sumaré e Tinga.

Durante a coletiva, foi levantada a suspeita de que a obra da rodovia do Contorno teria contribuído para a gravidade da situação, especialmente em bairros que raramente sofriam com alagamentos, como o Cidade Jardim, onde a lama invadiu o condomínio. Porém, o prefeito Aguilar Junior afirmou que este não é o momento para procurar culpados pelo que aconteceu. Ele ainda apontou diferenças entre essas ocorrências e as registradas em 1967, quando uma catástrofe tomou conta da cidade deixando, oficialmente, 436 mortos. " Hoje temos planos de prevenção e é possível retirar as pessoas das áreas de riscos, evitando nova tragédia".

O vice-prefeito, capitão Eugênio Campos Junior, secretário da Defesa Civil, observou que a principal diferença é que hoje houve alagamento, enquanto há 50 anos foi escorregamento de terra e choveu mais de 600 milímetros de forma ininterrupta.

Ainda durante a coletiva, o diretor Estadual da Defesa Civil, Tenente Coronel Lima, ressaltou que as pessoas que estiverem em áreas de risco devem ser retiradas. Ele observou que, diante do volume de chuva, as áreas estão encharcadas e as atenções precisam ser redobradas. “Quem está em situação de risco deve levar em consideração que o bem a ser protegido, agora, é a vida”.  O coronel destacou ainda que, nesse momento, não se deve ficar aguardando que o poder público faça tudo. “Cada um deve fazer a sua parte”.

Doações

O Fundo Social de Solidariedade já recebe doações de materiais de higiene pessoal, limpeza, colchões, roupas infantis e água. Os donativos podem ser encaminhados para todas as secretarias municipais, aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), às igrejas católicas (paróquias) e evangélicas, à empresa Bracar, Caraguá Praia Shopping e Lions Club. As prefeituras de Ilhabela e Ubatuba também estão recolhendo donativos para enviar às famílias de Caraguá.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário