Jabuti-Piranga é resgatado no acostamento da rodovia BR-101

A espécie não é natural da região e protetores da causa animal acreditam que ele foi abandonado por seus tutores na estrada

0
239
jabuti-piranga
O jabuti foi resgatado em Ubatuba, neste domingo (Fotos: Profauna)
- Publicidade -

Um Jabuti-Piranga foi resgatado da Rodovia BR-101, na altura da praia de Itamambuca, em Ubatuba. Ele caminhava pela calha de escoamento de águas pluviais, junto ao acostamento, neste domingo (4), quando foi localizado pelo grupo de ambientalistas de Proteção à Fauna e Monitoramento Ambiental (Profauna).

- Publicidade -

O animal macho adulto chamou a atenção dos ativistas pelo fato de não pertencer à fauna local. “O bicho, apesar de não ser doméstico, é usualmente adotado por pessoas como animal de estimação. Então ele tanto pode ter sido abandonado por seus tutores, por medo de serem pegos em fiscalização, ou ter fugido de algum cativeiro”, explica o diretor da Profauna, Tiago Leite.

jabuti-piranga

O jabuti apresentava boas condições de saúde e comportamento domesticado e por isso não pode ser encaminhado para soltura em habitat natural imediatamente.

Destino do jabuti

O destino do animal será o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama, na Floresta Nacional de Lorena, no interior de São Paulo. Ele será reabilitado para que possa ser devolvido ao seu ambiente natural.

Animais silvestres sem autorização de criação podem ser devolvidos para a Polícia Ambiental, sem nenhuma punição aos tutores.

O Jabuti-Piranga

A espécie prefere campos abertos e áreas de gramíneas, mas também vive dentro de florestas. No Brasil, o Jabuti-Piranga pode ser encontrado na Amazônia, Cerrado, Pantanal, Caatinga e Mata Atlântica. A espécie é comunm dentro dos estados do Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Maranhão, Piauí, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Consome grande quantidade de espécies vegetais, atuando como importante dispersor de sementes. O tamanho da carapaça das fêmeas ao atingir a maturidade sexual varia entre 15 e 18 cm de comprimento. Os machos atingem mais de 55 cm de comprimento de carapaça. Acredita-se que vivam mais de 50 anos.

Embora seja intensamente utilizada de forma ilegal como animal de estimação e na alimentação humana, o jabuti, cujo nome científico é Chelonoidis carbonaria não corre risco de extinção.

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui