Bandidos assaltam caminhoneiro e o deixam amordaçado em mangue em Caraguatatuba

Pelo menos três homens se passaram por clientes que queriam fazer frete e entraram no veículo armados

0
510
caminhoneiro
O crime aconteceu em plena luz do dia, nesa quinta-feira (Fotos: Arquivo Pessoal)
- Publicidade -

Um caminhoneiro, de 32 anos, viveu momentos de terror na última quinta-feira (4) ao se ver sob a mira de revólveres de pelo menos três homens. Ele foi amarrado e amordaçado em um manguezal, no bairro Golfinhos, em Caraguatatuba, enquanto seu veículo era roubado.

- Publicidade -

O crime aconteceu pouco depois do horário do almoço quando um dos assaltantes abordou a vítima, no Porto Novo, perguntando se poderia fazer um frete. O caminhoneiro aceitou o suposto trabalho e o ‘contratante’ entrou no veículo. Ele disse que deveria entrar em uma rua para pegar mais duas pessoas que o levariam até uma obra, onde estariam maquinários para transporte.

Segundo relatos da mãe da vítima, ele percebeu que havia algo errado quando chegou no fim da rua e não havia nada, momento que os bandidos lhe apontaram a arma e disseram: “perdeu, fica quietinho senão, morre”.

O caminhoneiro foi levado para o meio de um matagal e percebeu que afundava no meio do mangue. “Ele estava amarrado com as mãos para a frente, amordaçado com um pedaço da sua camiseta e ainda escutou que deveria esperar uma hora antes de sair do local, pois o ‘gordinho’ ficaria ali e atiraria se ele saísse”, contou a mãe assustada.

Ainda assim a vítima conseguiu se soltar antes e foi na direção contrária de onde havia entrado. “Ele correu muito até chegar em uma casa e pedir socorro, relatando o que havia ocorrido”.

Após conseguir avisar a Polícia Rodoviária Estadual e amigos, houve uma corrente do bem para ajudar na localização do caminhão, até um falar que havia visto o veículo sentido Biritiba Mirim, município perto de Mogi das Cruzes. A polícia foi avisada e conseguiu prender os três bandidos.

“Graças a Deus eu havia esquecido meu celular aquele dia, caso contrário, não sabia o que teria acontecido se tivessem me falado que meu filho havia sido sequestrado e eu não conseguisse falar com ele”, lembra a mãe sobre os momentos de angústia que passou.

O caminhoneiro não sofreu ferimentos graves, embora ainda esteja muito assustado com o ocorrido. Ele agradeceu a Deus e a Nossa Senhora Aparecida. “A mãe me protegeu”, disse aos familiares mostrando a tatuagem da padroeira que tem no braço. O caminhão foi recuperado e devolvido ao dono.

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui