Chuvas provocam interdições e deixam família desalojada

Também foram resgistradas queda de mais de 100 árvores e interrupções no fornecimento de energia elétrica

0
120
chuvas
Família ficou desalojada após chuva derrubar árvores sobre a residência (Fotos: PMU/ Divulgação)
- Publicidade -

As forte chuvas que atingiram o Litoral Norte causaram estragos na região, nesta terça-feira (16). A tempestade deixou uma família desalojada, bairro Pedreira Alta, em Ubatuba, e provocou interdição de trechos das estradas do Rio Escuro e do Cambucá. Também foram registradas quedas de mais de 100 árvores interrupções do fornecimento de energia elétrica em diversos pontos do município.

- Publicidade -

As chuvas chegaram acompanhadas de rajadas de ventos de 89 a 102 km/hora. Não houve registro de pessoas feridas, mortas ou desaparecidas.

A Defesa Civil de Ubatuba realiza, nesta quarta-feira (17), o monitoramento dos impactos na cidade e trabalha na liberação de vias interditadas. Os trabalhos contam com o apoio de equipes do Corpo de Bombeiros, da Comissão Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec). A concessionária Elektro foi acionada e encaminhou agentes aos locais afetados para o restabelecimento de energia.

Família desalojada

A família do bairro da Pedreira – um casal e quatro crianças – se encontra alojada na casa de parentes após a queda de uma grande árvore sobre sua residência. O imóvel foi vistoriado pela Compdec, que não constatou danos estruturais, mas decidiu interdita-lo preventivamente. A secretaria de Assistência Social foi acionada para o apoio com roupas, colchões e cesta básica.

Já no bairro Cachoeira do Tombador, no bairro do Ubatumirim, houve queda de uma árvore sobre um automóvel, sem vítimas.

Os bairros mais atingidos pela queda de árvores sobre a fiação elétrica ou queda na energia elétrica foram: Cachoeira do Tombador, Estufa 2, Horto Florestal, Itaguá, Itamambuca, Pedreira Alta, Perequê-Açu, Praia da Fortaleza, Prumirim, Rio Escuro, Sertão do Cambucá, Sertão do Puruba, Sesmaria, Sumidouro, Taquaral, Usina Velha e Praia Vermelha.

Caraguatatuba

Em Caraguatatuba foram registrados alagamentos em diversos pontos. Choveu cerca de 25 milímetros em apenas uma hora, volume considerado grande em um curto período. Aliada à maré alta, que teve e seu pico por volta das 16h, a vazão da água da chuva demorou mais para escoar em alguns bairros.

A Prefeitura informou que não houve chamados na Defesa Civil e nem desabrigados ou desalojados em razão dos alagamentos.

Previsão de mais chuvas

A Defesa Civil do Estado alerta para condições para mais chuvas fortes e volumosas até quinta-feira (18), com momentos de tempestade severa, seguidas por raios e ventos na região do Litoral Norte. As temperaturas se mantêm elevadas com a máxima chegando a 34 e a mínima de 26 graus.

O órgão destaca a importância de atenção especial às áreas mais vulneráveis, pois há risco de deslizamentos, desabamentos, alagamentos, enchentes e ocorrências relacionadas a raios e ventos. O coordenador da Defesa Civil de Caraguatatuba, capitão Campos Junior, reforça que “devemos estar atentos às observações do alerta”.

A orientação é que em caso das chuvas causarem movimentação de solo, o morador saia imediatamente de casa e acione o telefone 199.

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui