Litoral Norte ‘ignora’ determinações do Plano São Paulo para final de ano

Prefeituras encontraram alternativas para não promover o fechamento total em plena alta temporada de verão

0
473
Rua escolas
Litoral Norte informa sobre procedimentos contra a Covid-19 durante as festas de final de ano (Foto: Divulgação)
- Publicidade -

As prefeituras do Litoral Norte apresentaram nesta quarta-feira (23), suas adequações ao Plano São Paulo para o final de ano. As prefeituras de Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela e Ubatuba entenderam que este não é o momento de lockdown, quando a região inicia a alta temporada de verão

- Publicidade -

O Governo do Estado de São Paulo declarou na terça-feira (22) que estava voltando à fase vermelha do Plano São Paulo, ou seja, com “medidas restritivas específicas” contra o coronavírus entre os dias 25 a 27 de dezembro e 1° a 3 de janeiro de 2021.

“Não estamos no momento de festas nem de aglomerações. É nesses momentos que esse risco de descontrole da pandemia acontece e o mundo inteiro agora está aplicando medidas específicas nesse momento”, disse Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado.

O secretário da Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, afirmou que nas últimas quatro semanas epidemiológicas, São Paulo teve um aumento de 54% nos casos confirmados. O número de mortes, por outro lado, saltou 34% no período.

Caraguatatuba

Após reunião com representantes de diversas entidades de classe (Associação Comercial e Empresarial, Associação de Hotéis e Pousadas, Associação de Quiosques, Bares e Restaurantes, shoppings, Associação Brasileira de Turismo e Hotéis e Conselho Municipal de Turismo) dentro do Comitê de Retomada Econômica, a Prefeitura de Caraguatatuba entendeu que a medida ideal é limitar o funcionamento dos estabelecimentos comerciais entre 20h do dia 31 de dezembro até às 12h do dia 1º de janeiro.

Comitê de Caraguatatuba em reunião para discutir Plano São Paulo (Foto: PMC/Divulgação)
Comitê de Caraguatatuba em reunião para discutir Plano São Paulo (Foto: PMC/Divulgação)

Nos demais dias, fica valendo o que foi estabelecido em decreto municipal anterior: capacidade de lotação dos estabelecimentos em 60%, horário de atendimento comercial em 12 horas diárias, com limite de funcionamento até às 23h.

Ainda segundo a Prefeitura de Caraguatatuba, os shows de verão, eventos esportivos e a tradicional queima de fogos continuam cancelados.

Os ônibus e vans de turismo de um dia também continuam proibidos, com exceção para transporte das pessoas que tenham reservas em hotéis e pousadas da cidade.

São Sebastião

O prefeito Felipe Augusto informou, por meio de live nas redes sociais, que a cidade permanecerá aberta. “Não vamos admitir o fechamento com os números que temos hoje”, enfatizou, “as negociações vão continuar amanhã e depois de amanhã”.

A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Saúde (SESAU), informou que foi registrada mais uma morte por coronavírus no município, nesta terça-feira (22). Trata-se do óbito de um homem de 90 anos, morador do bairro de Cambury, na Costa Sul, com suspeita de ser caso de Covid-19.

Ilhabela

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo de Ilhabela usou nota para  informar que apesar do entendimento do poder executivo de que haveria condições de adaptar a normativa do Governo Estadual para a realidade da cidade, mantendo bares e restaurante com 60% de ocupação e funcionando até meia noite, o Ministério Público acionou a justiça para que Ilhabela cumpra todas as definições estaduais.

Com isso, a cidade passa a vender bebidas alcoólicas até às 20h, o funcionamento de restaurantes será até às 22h, obedecendo a ocupação máxima de 40% de sua capacidade.

Nada muda em relação aos meios de hospedagem, a travessia pela balsa e em relação ao uso da praia. Sobre os dias de festividade, a Secretaria de Turismo informou que estão alinhando com a equipe de transição de governo o melhor posicionamento, “porém já entendemos que não há como ser menos restritivos que o Plano São Paulo”.

Lembrando ainda que ônibus e vans de excursão estão proibidos desde março de 2020.

Até o momento, dois leitos de UTI no Hospital Mário Covas estão ocupados com pacientes de Covid-19 e sete leitos de enfermaria.  No total, a capacidade de leitos do Hospital, atualmente, é de cinco de UTI e 30 de enfermaria.

Ubatuba

A Prefeitura de Ubatuba informa que diante deste cenário, neste primeiro momento, vai observar o comportamento social quanto a aglomerações, higienização e uso adequado de máscaras em espaços públicos e privados, com reunião agendada para próxima segunda-feira (28).

Caso os dados avaliados pela Vigilância em Saúde, semanalmente, e comportamento social indicarem, a Prefeitura “tomará as medidas pertinentes, seguindo o Decreto Estadual, e fechando os estabelecimentos comerciais nos dias indicados”.

Por enquanto, não há previsão de fechamento das praias, mas reforça que “por se tratar de uma doença contagiosa, que depende do bom senso das pessoas em colaborar com evitar sua disseminação, acaba se tornando inconstante”.

Mais uma vez, a Prefeitura reforça que o novo coronavírus não foi controlado e solicita que turistas e moradores tenham consciência de que é necessário evitar aglomeração, higienizar as mãos e fazer o uso de máscara.

Até o momento, quatro leitos de UTI da Santa Casa de Ubatuba estão ocupados com pacientes de Covid-19.  No total, a capacidade de leitos da Santa Casa, atualmente, é de 10 UTIs e 20 de enfermaria.

 

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui