Casa noturna é fechada por não cumprir regras contra pandemia em Cambury

São Sebastião atingiu 85% de ocupação dos leitos de UTI

0
404
pandemia
A ação de fiscalização contra pandemia ocorreu na noite deste terça-feira (Fotos: PMSS/ Divulgação)
- Publicidade -

Uma casa noturna foi fechada por não cumprir as regras de saúde contra a pandemia do coronavírus em Cambury, costa sul de São Sebastião. O local vinha anunciando, pelas redes sociais, a realização de um show com a estimativa da participação  de pelo menos 1,5 mil pessoas.

- Publicidade -

A ação conjunta entre agentes do setor de Fiscalização de Posturas da Prefeitura, Guarda Civil Municipal e Polícia Militar ocorreu na noite desta terça-feira (8). A medida segue a recomendação do Ministério Público, que proíbe a realização de eventos com aglomeração para garantir a segurança, a saúde e a prevenção contra a Covid-19.

Segundo a Prefeitura, foram autuados mais de 10 estabelecimentos sem alvará de funcionamento nos últimos dias, além de realizadas seis apreensões de mercadorias e equipamentos em locais onde o proprietário não possuía licença.

Em Maresias, uma das mais famosas casas de eventos do bairro também chegou a ser lacrada por desrespeito ao decreto municipal que proíbe o funcionamento desses locais. Na Rua da Praia, uma tabacaria foi fechada em ação conjunta com a Vigilância Sanitária, já que o espaço não possuía alvará de funcionamento.

Balanço da pandemia

Segundo o boletim de saúde, São Sebastião registra, nesta quarta-feira (9), 2.665 casos confirmados da nova doença, além de 56 mortes. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para coronavírus atingiu 85% de ocupação, com 17 pessoas internadas. É o maior índice já registrado desde o início da pandemia.

Na última semana, o prefeito Felipe Augusto (PSDB) suspendeu toda a programação de verão de 2020, a queima de fogos na virada do ano e o Carnaval de 2021. Porém, afirmou que os números da Covid-19 estão controlados. “São Sebastião é a cidade com a maior taxa de testagem rápida de coronavírus no país. Até o momento, mais de 25% da população já foi testada – cerca de 23 mil pessoas”.

Fiscalização

Durante a temporada, a administração municipal deve manter a fiscalização nas praias e as ações de bloqueios sanitários nas entradas da cidade com o objetivo de monitorar e orientar aos turistas e banhistas sobre a prevenção e importância do isolamento social, o uso de máscaras em locais públicos e o combate à pandemia.

“A participação da população é fundamental para o cumprimento dos protocolos sanitários e também nas denúncias de abusos e irregularidades como a realização de festas, reuniões e aglomerações”, divulgou a Prefeitura.

As queixas devem ser feitas para a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal por meio dos telefones 190 e 153.

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui