Sabesp inicia operação para identificar esgoto ilegal com “teste de fumaça”

Vistoria acontece na Barra do Sahy e Baleia para verificar imóveis que possam estar encaminhando águas pluviais às redes coletoras

0
88
sabesp
Sabesp vai inspecionar 8,8 Km de ligações na região (Fotos: Sabesp/ Divulgação)
- Publicidade -

A Sabesp iniciou nesta quinta-feira (5) vistoria para identificação de irregularidades em ligações domiciliares de esgoto nas comunidades de Barra do Sahy e Baleia, na Costa Sul de São Sebastião. Serão inspecionados 8,8 km de redes coletoras em uma região que possui quase 1,5 mil imóveis conectados ao sistema público.

- Publicidade -

A operação vai fazer o chamado “teste de fumaça” para verificar imóveis que possam estar encaminhando águas pluviais às redes coletoras, que são projetadas para receber somente esgoto. A água pluvial nas redes coletoras pode causar a sobrecarga das tubulações, causando entupimentos ou retorno da água contaminada para dentro do imóvel.

Para identificar pontos de infiltração, a Sabesp injeta fumaça (não prejudicial à saúde) dentro de poços de visita (tampões de ferro) e, a partir daí, é feita a observação para localizar por onde ela sairá.

sabesp

“O correto é que essa fumaça saia pela caixa de inspeção do imóvel, o que significa que a ligação está correta. Caso seja visualizada nas calhas ou ralos do quintal, o imóvel está com sua ligação irregular despejando águas pluviais em nossas redes”, explicou o gerente de São Sebastião, Fernando Garcia Lopes.

Redes da Sabesp

“As redes coletoras foram dimensionadas para receber somente esgoto e, por isso, toda residência deve adotar o sistema separador, ou seja, uma tubulação para escoamento da água de chuva, que a levará até as galerias de águas pluviais, e outra para o esgoto a fim de encaminhá-lo para tratamento em nossas estações”, complementou Lopes, lembrando que após a execução dos trabalhos todos os imóveis com conexões irregulares serão notificados pela Sabesp e também pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente para que os proprietários providenciem as regularizações.

Em Caraguatatuba a ação foi realizada no bairro Jardim Aruan em um trecho de 1,4 km de extensão abrangendo 129 imóveis. Em Ubatuba foram inspecionados 5,6 km de tubulações nos bairros Perequê-Açu, Itaguá e Taquaral. Foram identificados 17 e 18 imóveis com irregularidades, respectivamente.

Também participam da ação a Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, e o Instituto de Conservação Costeira (ICC) da Área de Proteção Ambiental (APA) Baleia/Sahy.

- Publicidade -

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui