São Sebastião confirma primeiro caso de malária no ano

Paciente reside em Toque Toque Grande e já recebeu alta da UPA

0
329
A malária é causada por picada de mosquito infectado (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de São Sebastião confirmou nesta segunda-feira (1º/7) que um caso de malária foi registrado nO município. O paciente é morador de Toque-Toque Grande, na Costa Sul do município, e o registro foi feito no último sábado (29/06). Uma amostra de sangue foi encaminhada para laboratório de referência de São José dos Campos que deu positivo para a doença.

- Publicidade -

De acordo com a Prefeitura, o paciente teve sintomas brandos e permaneceu em observação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Centro, onde foi medicado e recebeu alta ainda na segunda-feira.

Esse foi o primeiro caso da doença em morador de São Sebastião registrado este ano na cidade. Durante o ano de 2018 foram confirmados dois casos da doença nos bairros de Santiago e Guaecá.

A Vigilância Epidemiológica esclarece que como medida de controle uma equipe de agentes de endemias vai vistoriar a residência e as proximidades para eliminar possíveis focos do mosquito do gênero Anopheles, que transmite a malária, no entanto, o morador informou que esteve durante os últimos 15 dias no Estado de Minas Gerais. No momento, não há mais pessoas com sintomas da doença no local.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a malária é uma doença endêmica e silvestre no Litoral Norte, que ocorre ocasionalmente nas quatro cidades e que acomete pessoas que frequentam ou residem próximas à mata. Os principais sintomas são febre intermitente com episódios de calafrios e dores no corpo.

Ainda segundo a Vigilância Epidemiológica, é importante o uso frequente de repelentes, além de telas e mosquiteiros nas residências próximas à mata, além de verificar e remover, se necessário, possíveis criadouros do mosquito, que na região são as plantas que acumulam água, como as bromélias.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui