Irmãos de Ubatuba devem seguir para o Taiti consertar veleiro

A viagem começou em 2018 com objetivo de dar a volta ao mundo, mas o leme quebrou na última quarta-feira (3)

0
723
Dupla de Ubatuba está fazendo reparos improvisados para continuar na volta ao mundo (Foto: Divulgação)

Depois do susto de passar mais de 72 horas à deriva nas águas do Pacífico Sul, na Polínésia Francesa, os irmãos velejadores de Ubatuba decidiram seguir a viagem. O leme da embarcação havia quebrado na última quarta-feira (3) e ees quase desistiram do sonho de dar a bvolta ao mundo, mas informaram, via redes sociais neste sábado (6), que conseguiram um jeito de seguir para o Taiti e lá, consertar o veleiro.

- Publicidade -

Celso Pereira Neto e Lucas Pereira avisaram ainda que estão em segurança, ancorados em Fakarava, um atol na Polinésia. As condições do mar estavam ruins quando o leme quebrou e a dupla deve aguardar a melhora para seguir viagem.

Para arrumar os danos no veleiro Katoosh no Taiti, os irmâos precisam enfrentar uma viagem de 460 km. Para conseguirem chegar até lá, estão improvisando alguns reparos necessários em Fakarava, local que não tem muita infraestrutura.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui