Pesquisadora encontra documento de 1794 sobre a Congada do Litoral Norte

Carta ao rei revela que a ancestralidade do evento é bem mais antiga do que se pensava

0
340
Congada de Ilhabela é considerada a maior manifestação cultural caiçara (Foto: Márcio Pannunzio)

Um raro e antigo documento datado de 1794 foi localizado pela arqueóloga Cintia Bendazzoli e revela aspectos importantes da vida e das manifestações culturais do Litoral Norte. O documento é composto por três páginas e foi escrito pelos membros da Câmara de São Sebastião ao presidente da Província para parabenizar o rei pelo nasciemento de sua filha, a Princesa da Beira, que seria homenageada com o “Baile dos Congos”.

- Publicidade -

A manifestação cultural era realizada pelos “oficiais dos serviços mecânicos”. O documento revela, portanto, que a ancestralidade da Congada na região é bem mais antiga do que se pensava, tradição que se preservou ao longo do tempo, popularizou-se e fortaleceu-se em suas origens, sendo realizada até os dias de hoje.

Após analisado e transcrito por meio da técnica de paleografia, a imagem do documento original foi disponibilizada à Secretaria de Cultura e presenteada à Associação dos Congueiros de Ilhabela durante a realização da Congada e Festa de São Benedito. Tanto o documento, quanto sua transcrição estão atualmente disponíveis para visitação na Sala de Exposição “A Congada de São Benedito”, no Centro Cultural da Vila, e também na Fundação Arte e Cultura de Ilhabela (Fundaci), ambas na Vila.

Segundo o secretário de Cultura, Adalberto Henrique da Silva Lopes, o Professor Beto, este documento dá aos congueiros o direito documental de afirmar, ao menos, 225 anos de Baile dos Congos em Ilhabela. “Assim, com base nele, temos a certeza de que tais festejos já se davam na cidade muito antes da homenagem que retrata o registro de 1794”.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui