Idosos e PCD ganham trilha acessível para Parque Estadual Serra do Mar

Teste para inauguração da trilha aconteceu nesta segunda-feira (6)

0
146
Previsão é que a trilha acessível seja inaugurada em julho (Foto: Luis Gava/ PMC)

Idosos e pessoas com deficiência estiveram na manhã desta segunda-feira (6), no Núcleo Caraguatatuba do Parque Estadual Serra do Mar (PESM) para conhecer a primeira trilha acessível, voltada às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

- Publicidade -

A visita realizada pelos frequentadores do Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência e ao Idoso (Ciapi) objetivou avaliar se o novo espaço está pronto para inauguração, prevista para o mês de junho deste ano.

A Trilha das Palmeiras tem a finalidade de promover acessibilidade de idosos, pessoas com deficiência e de pessoas com mobilidade reduzida até as cachoeiras e rios para proporcionar a integração do homem com o meio ambiente.

O caminho tem um percurso de um quilômetro ida e volta, em um tempo estimado de uma hora. A trilha leva os visitantes da sede administrativa do Parque por um trecho de Mata Atlântica preservada e possibilita atividades de educação ambiental e observação de aves, terminando na “Prainha”, uma piscina natural que é outro atrativo do Núcleo Caraguatatuba.

Segundo o gestor do PESM – Núcleo Caraguatatuba, Miguel Nema Neto, a trilha foi construída com foco na acessibilidade, permitindo que qualquer pessoa, desde idosos até crianças com deficiência, utilizem o local. Também desenvolve interatividade com as informações relativas à fauna e a flora.

Para Maria Mota da Silva, de 64 anos, foi como voltar ao tempo. Ela contou que é cearense e na infância brincava muito em lugares de rio e mata. “Relembrei meu passado, estou muito feliz”, relatou.

Maria ainda acrescentou: “Como tenho uma limitação na perna devido um acidente, fica difícil percorrer estes lugares. Aqui foi muito tranquilo, com certeza voltarei mais vezes. Amei!”, disse.

Roberval Oliveira Faria, de 39 anos, possui uma paralisia parcial de um lado do corpo e percorreu a trilha sem nenhum impedimento. “Foi uma novidade pra mim, não conhecia o lugar e muito menos imaginei que eu pudesse estar tão presente com a natureza, devido a minha limitação. Voltarei com a família”, contou.

A obra é uma das condicionantes do Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD) de uma empresa local.

História

O Núcleo Caraguatatuba surgiu em 1977, incorporado ao Parque Estadual Serra do Mar. Seis anos mais tarde, a reserva foi transformada no Parque Estadual de Caraguatatuba, ampliando seus limites. Seus 35.947 hectares representam pouco mais de 10% de todo o território do Parque Estadual Serra do Mar, sendo esta uma Unidade de Conservação de Proteção Integral.

Exuberantes paisagens formam os remanescentes de Mata Atlântica presentes no núcleo, como os mananciais da represa de Paraibuna, as matas de encosta, os rios, as cachoeiras e os belíssimos cenários vistos da Rodovia dos Tamoios (SP-099) e da Estrada do Rio Pardo.

Três municípios paulistas fazem parte do núcleo: Caraguatatuba, Natividade da Serra e Paraibuna.

Seu nome, homônimo à cidade litorânea, tem referência na planta caraguatá (Bromelia pinguin), que significa “planta espinhosa” na língua Tupi. O termo “tuba”, que equivale a “muito”, completa a palavra e seu sentido: região onde existem caraguatás em abundância.

O Núcleo está localizado na Rua do Horto Florestal, nº1200 – Rio do Ouro – telefone: 3882-5999.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui