Polícia Ambiental flagra abate ilegal de tucano-de-bico-preto

Suspeita é que caçador vendia partes das aves para o artesanato

0
670
Policial mostra ave morta e arma apreendida no local (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

Policiais ambientais em patrulhamento pelo bairro de Boraceia, na Costa Sul de São Sebastião, flagraram o abate ilegal de um tucano-de-bico-preto. Eles chegaram ao local após recebimento de uma denúncia e o responsável foi multado em R$ 500.

- Publicidade -

A ocorrência foi registrada neste domingo (7) na Alameda Piaçaguera, onde os ambientais encontram a ave morta do lado de fora de um barraco em cima de uma grelha. Não havia ninguém no local, mas um morador teria contado quem era o responsável e passado seu contato. Por telefone, o suspeito confessou aos policiais que havia abatido a ave e que se apresentaria. No barraco também foi localizada uma arma de pressão.

A suspeita da Polícia Ambiental é que o homem vendia as partes das aves, inclusive as penas, para o artesanato local. Ele foi conduzido à delegacia, onde foi ouvido e liberado para responder em liberdade pelo flagrante delito de crime de caça com base no artigo 29 da Lei Federal 9605/98.

O comandante do Policiamento Ambiental no Litoral Norte, Tenente Jonas Stanich Conde, ressalta que quem vende, adquire, expõe à venda ou guarda consigo produtos ou partes de animais silvestres, provenientes de criadouros não autorizados, ou sem a devida licença, comete a mesma infração que o caçador que matou a ave. A pena é de detenção de seis meses a um ano e multa.

 “Na dúvida, não compre artesanato com penas ou partes de animais. Denuncie: bit.ly/DenuncieAmbiental”.

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui