Comerciantes organizam protesto contra fechamentos na Tamoios

Eles ainda vão levar reivindicações ao governador e à Dersa

0
322
Comerciantes estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira (Foto: Divulgação)
- Publicidade -

Os constantes fechamentos do trecho de serra da Rodovia dos Tamoios (SP-99) fez com que comerciantes de Caraguatatuba se organizarem para realizar um protesto no próximo dia 22 de abril.

A definição saiu durante reunião realizada nesta segunda-feira (1°) com representantes da Associação Comercial e Empresarial de Caraguatatuba (ACE), Associação de Hotéis e Pousadas (AHP), Associação de Quiosques , Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e empresários.

- Publicidade -

O movimento denominado pacífico, será às 10h em frente ao Posto da Polícia Rodoviária, no pé da serra. Os manifestantes devem levar faixas e panfletos com as principais reivindicações.

Também ficou decidido que será feito ofício, com assinatura de todas as entidades de Caraguatatuba e o maior número de empresários possíveis, direcionado ao governador João Dória,  à Agencia de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) à empresa Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) e à imprensa.

Outra medida fechada pelo grupo é mover uma ação civil pública junto com a OAB que deve encaminhar documentação para o Conselho da OAB no Estado.

Os comerciantes também querem saber se na licitação estão inclusas as obras de contenção e já pensar em alternativas que possam ser feitas para evitar novos fechamentos durante a alta temporada 2019/20.

“Precisamos de soluções para a Tamoios não feche quando ultrapassar 100 milímetros de chuva em 72 horas. Não podemos ter o direito de ir e vir cerceado”, apontou o empresário Rodrigo Tavano.

Ainda conforme ele, a comunidade precisa de explicações sobre obras de contenção das encostas e os prejuízos causados para todos os comércios e população em geral.

Na semana passada, representantes dessas entidades de outras do Litoral Norte se reuniram com a equipe da Concessionária Tamoios, responsável pela rodovia, mas a empresa informou que a situação não deve mudar.

Para amenizar os ânimos, a concessionária se comprometeu a agilizar os trabalhos de limpeza para a liberação mais rápida das pistas. A empresa também aposta na redução no volume de chuvas com a chegada do outono. A Concessionária Tamoios apontou que neste verão foram 20 pontos de deslizamentos de encosta, dos quais 13 foram feitas limpeza e contenção e a previsão de conclusão é de 90 dias.

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, esteve com o diretor-presidente do Dersa, Milton Roberto Persoli, para tratar dos impactos causados com as obras paralisadas dos Contornos e as frequentes interrupções no trecho de Serra da Tamoios.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui