Caraguá implanta tecnologia de reconhecimento facial nas ruas

O sistema visa identificar foragidos da Justiça e pessoas desaparecidas e é conectado com a polícia de todo Brasil

2
3325
A tecnologia de biometria é da japonesa NEC Corporation (Foto: Divulgação)

A cidade de Caraguatatuba oficializou, nesta quarta-feira (20), a implantação de um projeto piloto de reconhecimento facial. Inicialmente são 10 câmeras com sistema de biometria para auxiliar na captura de criminosos, procurados pela Justiça e pessoas desaparecidas. O sistema já está em fase de testes.

- Publicidade -

A tecnologia realiza análise óssea, tamanho e simetria facial, olhos e outros critérios, evitando fugas por disfarces, como barbas e pintura de cabelo. O projeto também inclui uma tecnologia de reconhecimento de placa e dados analíticos de veículos. O sistema é conectado em tempo real com o banco de dados da polícia militar e civil de todo o Brasil.

As câmeras para reconhecimento de carros têm zoom de aproximação de até 400 metros e realizam leitura, cruzamento dos dados e o acionamento das autoridades de forma totalmente automática e em poucos minutos. “Diferentes dos sistemas mais antigos, em que operadores ficam olhando as imagens na tela para identificar alguma irregularidade, esse tem inteligência artificial acoplada”, explicou o prefeito Aguilar Junior.

As câmeras estão sendo implantadas em postes de iluminação em diversos pontos da cidade em parceria com a Concessionária Caraguá Luz, com tecnologia da empresa japonesa NEC Corporation e sem custos para a prefeitura.

Câmeras

Também está em fase de publicação de edital de licitação a aquisição de mais de 1,8 mil câmeras tradicionais de monitoramento na cidade. Os equipamento serão instalados em logradouros públicos com maior índice de criminalidade, segundo dados repassados pelas polícias militar e civil. Além disso, outras serão implantadas em 113 prédios públicos, incluindo escolas, Unidades de Saúde, CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), entre outros. O objetivo é evitar casos de furtos e aumentar a segurança no entorno das unidades escolares.

A Prefeitura trabalha ainda na criação do COI (Centro de Operações Integradas), com uma equipe que vai gerenciar o monitoramento de toda a cidade e repassar informações em tempo real às autoridades policiais.

2 COMENTÁRIOS

  1. Só faltou investir no turismo, de que adianta uma cidade com praia sem o turismo. Do meu ponto de vista, o atual prefeito acredita que o PIB da cidade seja mantido apenas com dinheiro público, mas o que temos visto é cada vez mais comércios fechando as portas por essa falta de atenção com nosso turismo.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui