PF busca em Caraguá suspeito de envolvimento com tráfico internacional de drogas

Morador do Jardim Gaivotas é acusado de lavar dinheiro da facção criminosa, que atua desde 1999 movimentado toneladas de drogas

0
1618
Operação Flak foi deflagrada no DF e mais 7 estados nesta quinta-feira (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal deflagrou a Operação Flak e cumpre mandato de prisão de um empresário na cidade de Caraguatatuba, na manhã desta quinta-feira (21). O acusado seria integrante de uma facção criminosa de tráfico internacional de drogas com faturamento em torno de R$ 13 milhões e movimentação de 5 toneladas de entorpecentes por ano.

- Publicidade -

O homem suspeito de participação na organização em Caraguatatuba foi identificado como O. A. e é morador do Jardim Gaivotas. Ele é é acusado de lavar o dinheiro procedente do tráfico de drogas através da compra e venda de imóveis e embarcações no município.

Segundo a investigação, o grupo fornecia drogas produzidas na Colômbia e Bolívia para consumo nos Estados Unidos, Europa e Brasil utilizando pilotos e aerovaves brasileiros. Cada voo da facção teria um custo aproximado de R$ 150 mil e transportaria 200 Kg. Os aviões eram adulterados a cada ação para despistar a polícia e o comando aéreo. De acordo com a PF, a organização atua internacionalmente desde 1999. As investigações começaram em 2016 com escutas telefônicas, quebra de sigilo de dados e buscas exploratórias.

Com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB) e mais de 400 policiais, a PF espera apreender aproximadamente 47 aeronaves utilizadas no transporte da droga. A Operação Flak utilizava como base o estado de Tocantins dada a proximidade com os países fornecedores da droga. A ação cumpre hoje 55 mandados de prisão no Ceará, Distrito Federal, Goiás, Pará, Paraná, Roraima, São Paulo e Tocantins.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui