Litoral Norte volta a sofrer com fortes chuvas nesta quarta-feira

Alagamentos e quedas de barreiras registrados em vários bairros

0
468
Chuvas alagaram diversos pontos na região (Fotos: Divulgação)

As chuvas que caem desde a madrugada desta quarta-feira (6) não dão trégua e deixaram São Sebastião, de novo, debaixo d´água. Vários bairros na região central registrados pontos de alagamento, quedas de árvores e barreiras. No Portal da Olaria o tráfego está interrompido. Só passam veículos altos.

Na serrinha da Cigarras, a queda de árvores deixa o trânsito com o sistema ‘Pare e Siga. A orientação da Defesa Civil é que as pessoas evitem passar por essas áreas.

No bairro São Francisco, ruas se transformam em rios e levam o que encontram pela frente, desaguando na avenida Manoel Teixeira.

Uma casa caiu na Rua Antônio Tenório, no bairro do Itatinga. Não há registro de feridos. A família, um pai e dois filhos, foi atendida pela Defesa Civil e equipes da Prefeitura. O filho adolescente, de 15 anos, foi para casa de parentes, e o pai e o filho mais velho foram encaminhados para um abrigo temporário.

De acordo com a Defesa Civil, o acumulado das chuvas de 72 horas chegou a 167 mm – o que mantém o nível vigente de atenção no município.

O Transporte Universitário está suspenso em razão da interdição das rodovias por conta das chuvas. Os estudantes que utilizam o serviço precisam se ater que está suspenso o transporte das linhas Mogi das Cruzes, Guarujá, São José dos Campos, Taubaté e Caraguatatuba.

Ilhabela

De acordo com a Defesa Civil de Ilhabela, a chuva da manhã desta quarta-feira prociraram quedas de árvores e muros, deslizamento e alagamentos em alguns trechos de vários bairros do município.  Foram registrados 140.5 mm de chuva no período de segunda até a manhã de hoje.

A informação é que uma família do núcleo Cantagalo foi levada para o salão da Igreja Matriz, na Vila, após a casa ficar em situação de risco aparente.

Caraguatatuba

Bairros de todas as regiões de Caraguatatuba tiveram registros de alagamentos. A situação mais preocupante foi no trecho de serra da Rodovia dos Tamoios (SP-99) fechado logo no início da manhã quando houve registro de risco de deslizamento. Horas depois foi confirmada queda de barreira com bloqueio total nos km 73 e 74.

Os bloqueios acontecem na altura do km 58, no sentido litoral, e do km 81, no sentido São José dos Campos. Enquanto o trecho estiver interditado, os usuários terão como opções as rodovias Mogi/Bertioga (SP-98), Oswaldo Cruz (SP-125) entre Taubaté/Ubatuba e  Salesópolis a Mogi das Cruzes (SP-88) com acesso à Mogi/Bertioga.

Uma moradora do bairro do Tinga precisou ser levada para o Centro Esportivo (Cemug), em decorrência do transbordamento do rio da Paca e, posteriormente, foi para casa de familiares.

Segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), as regiões que acusam o maior índice pluviométrico são os bairros Tinga e Casa Branca, Jetuba, Massaguaçu e Tabatinga com acumulado de mais de 130 mm de chuva em 72 horas. A Defesa Civil do município prossegue com vistorias em áreas com risco de escorregamento de terra.

A Prefeitura informa, ainda, que nenhum veículo, incluindo os de emergência, está utilizando a rodovia. O transporte de pacientes, realizado pela Secretaria de Saúde está sendo realizado pela rodovia Oswaldo Cruz (Ubatuba).

O setor de Transporte Universitário da Secretaria de Educação informa que devido à interdição, as viagens dos alunos nesta quarta-feira à noite para São José dos Campos e na parte da manhã de quinta (7) para as Universidades em São José dos Campos e Taubaté foram suspensas por medida de segurança. Os alunos que subiram na parte da manhã de hoje, retornarão em vans via Ubatuba.

Ubatuba

A cidade está em estado de alerta, pois os índices pluviométricos já ultrapassam os 100 mm. Uma família, residente no bairro Estufa II, está desabrigada após ter a casa invadida pela água. A Defesa Civil fez o resgate e conduziu os integrantes (dois adultos e duas crianças) para o Centro de Convenções.

Neste momento, a régua métrica que fica na cabeceira do Rio Grande está em 20 cm e a maré cheia está dificultando o escoamento da água para o mar.

Duas árvores caíram na pista da Rio-Santos, sentido Caraguatatuba, na altura dos bairros Domingas Dias e Perequê-Mirim. Equipes da Defesa Civil já operam no local. Uma outra árvore de grande porte, no bairro do Tenório, caiu sobre a fiação que está energizada e outros funcionários da Defesa Civil se deslocam agora para isolar o local.

Ainda devido à grande quantidade de água, a avenida Rio Grande do Sul, (trecho altura aeroporto sentido bairro), foi interditada.

Em caso de qualquer tipo de ocorrência ligar para os números de atendimento nos telefones 153 e 199.

Confira na Galeria de Fotos registro de nossos colaboradores

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui