Transporte público de Ilhabela inaugura sistema de reconhecimento facial

A tecnologia já identificou 57 fraudes com bilhetes eletrônicos

0
118
Sistema está em funcionamento há duas semanas (Foto: PMI/ Divulgação)

A Expresso Fênix, responsável pelo transporte público em Ilhabela, acaba de inaugurar o sistema de reconhecimento facil nos ônibus da cidade. O objetivo da tecnologia biométrica é evitar fraudes nos bilhetes eletrônicos.

Em funcionamento há cerca de duas semanas, o sistema já identificou e bloqueou os cartões de 37 estudantes, seis portadores de necessidades especiais e 14 idosos por uso indevido.

O diretor da empresa, Victor Hugo Chedid, explicou a iniciativa. “Com fundamento na aplicação deste sistema, a expectativa é de que as fraudes diminuam consideravelmente, na mesma proporção dos prejuízos atualmente provocados por aqueles que não deveriam se utilizar de bilhetes eletrônicos específicos, como os destinados a idosos e portadores de necessidades especiais”.

A empresa afirma que a tecnologia pode registrar até 100 imagens faciais em poucos segundos. Os investimentos já estão sendo realizados e, nas próximas semanas, estarão disponíveis para a população. “O sistema de biometria facial fará o registro do usuário e sua identificação ao embarcar nos ônibus. Caso haja alguma inconsistência, a empresa fará a análise e, havendo irregularidade, o bilhete eletrônico poderá ser bloqueado e o usuário será comunicado”, afirmou o diretor operacional da Fênix, Romildo Genghini.

Como funciona a tecnologia

O sistema de reconhecimento facial funciona a partir de câmeras que são ligadas aos validadores. Os usuários são fotografados ao utilizarem o sistema e as imagens enviadas para um servidor, onde é feita a verificação, sempre considerando a imagem no cadastro do proprietário do cartão.

O objetivo principal é comparar as fotos capturadas no acesso realizado por usuários com benefício de meia passagem (estudantes) e gratuidades (PNE’s e idosos). Esta comparação permite identificar se o cartão com benefício foi utilizado pelo usuário cadastrado ou não.

O sistema “Biometria Facial” realiza coletas diariamente. Vale ressaltar que a biometria verifica apenas acessos com algum tipo de benefício, como idosos, PNE, PNE com acompanhante e estudantes. No caso dos estudantes, é verificado apenas o acesso de meia tarifa. Caso o usuário tenha Crédito Comum ou Vale Transporte no cartão de Estudante, as fotos não são capturadas.

Como penalidade para os usuários que utilizarem o benefício indevidamente, os cartões serão bloqueados e o usuário real do benefício deverá comparecer à sede do escritório da Fênix.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui