FOTO EM FOCO: Michelangelo em Ilhabela

0
96

A beleza na Escultura de Michelangelo é uma intimista exposição de réplicas feitas em gesso de algumas de suas obras originais e que pertencem ao acervo da Gipsoteca dell’Istituto Statale d’Arte di Firenze, em Firenze, na Itália. Uma discreta sala retangular no Centro Cultural da Vila, com seu interior inteiramente pintado de preto, abriga várias peças, imaculadamente brancas.

O título da exposição é pertinente; não há como não se deslumbrar com a beleza das cópias. Ponto alto do conjunto é a Madonna de Bruges – Maria com o menino Jesus que, sozinha, justifica voltar ao local uma dezena de vezes antes do seu encerramento em 15 de outubro.

As esculturas reais, de mármore, estão distantes. Um oceano inteiro nos separa delas e a maioria de nós apenas sonharia estar passeando um dia na Itália admirando-as quase ao alcance do toque. Pois então, vamos aproveitar e nos fartar de demoradamente ver esses gessos que, sem dúvida alguma, nos colocam em contato com a magistral formosura das esculturas reais.

A maior visitação possível deveria ser estimulada para que estudantes e gente leiga sobre arte escultórica lá fosse e tomasse gosto em admirar estátua. Aí, talvez, os santos de Alfredo Oliani,  São Sebastião, São Benedito, São Pedro e São Paulo, a postos na entrada da igreja matriz e sempre zelosamente caiados de branco pelos padres, fossem enfim vistos com o devido respeito e encantamento que merecem e a gente daqui e de fora portanto compreendesse o porquê da praça em frente deles chamar-se Praça Alfredo Oliani.

Bem-vinda é uma exposição dessas, feita não pela Secretaria da Cultura, mas pela de Turismo.

Comentam que custou trezentos e cinquenta mil. Se tomarmos como parâmetro o valor dos cachês pagos para corriqueiros shows musicais estrelares que se enraizaram no calendário, nem é tanto. Contudo, se nos lembrarmos que os artistas que expõem nos espaços da Cultura da cidade têm de pagar do próprio bolso seus vernissages e impressos de divulgação, vai parecer muito. Esse dinheiro poderia financiar com folga bem mais que uns cinco Salões Waldemar Belisário, evento capital das artes plásticas da Ilha e que integra com brilho as comemorações de aniversário da cidade. E como ora falamos de esculturas (mesmo sendo duplicatas), poderíamos ter adquirido para Ilhabela no mínimo umas quatro; por exemplo, uma de Maria Bonomi, outra de de Gilberto Salvador, outra de Nicolas Vlavianos, a última de Emanoel Araújo, todos consagrados escultores.

Um valor dessa magnitude faria uma revolução nas oficinas de arte de Ilhabela. Daria para ter aula de gravura, fotografia, vídeo, literatura, poesia, grafite, música, história da arte… A lista é longa. E empregada para atrair exposições com remuneração para os artistas como o fazem através de editais públicos muitas cidades com receita bem inferior a de Ilhabela, traria uma legião de artistas estrelares (tem artista plástico estrelar também; não só músicos) do Brasil inteiro e até do exterior para aqui expor sua obra e ainda deixar alguma em doação para formar uma formidável pinacoteca municipal.

Todavia, ficar fazendo esses cálculos é contraproducente e se levado a extremos, é tiro no pé. Porque daí haverá quem com ira diga que se deveria isso sim gastar com hospital, escola, calçada, asfalto, tapar buraco de rua e até em fazer uma fuzilaria de rojão para cada navio shopping de turista que lançasse âncora no canal. E a questão, não é essa.

Gastar dinheiro com cultura não é ruim não. É ótimo porque é a cultura que dá conteúdo para a cidadania. E é justamente o exercício da cidadania que nos torna íntegros, capazes de criar cidades humanitárias, felizes e, verdadeiramente, belas.

Por Márcio Pannunzio
Quer conhecer todas as colunas Foto em Foco já
publicadas por Márcio Pannunzio no Nova Imprensa?
*Os direitos autorais das fotos da coluna Foto em Foco pertencem a Márcio Pannunzio. Desrespeitar o direito do autor é crime. Havendo interesse em usar qualquer fotografia da coluna para fins jornalísticos, institucionais, didáticos ou publicitários, entre em contato para negociar o devido licenciamento de uso de imagem: marciopann@gmail.com
  Conheça mais trabalhos de Márcio Pannunzio pelos sites: www.marciopan.art.brwww.marciopan.comwww.ilhabelaemfoco.com e www.retratararte.com. E aqui no Foto em Foco, toda semana uma diferente série fotográfica.

O que achou? Comente usando o Facebook

Matéria anteriorÁrvore de 15 metros cai sobre casa na Costa Sul de São Sebastião
Próxima matériaDois menores são apreendidos por tráfico de drogas em Ubatuba
Márcio Pannunzio
Márcio Pannunzio é artista plástico, trabalhando com desenho, gravura, pintura e fotografia. Fez trinta e sete individuais, cinco delas no exterior. Participou de mais de uma centena de certames internacionais de gravura e foi premiado na XYLON 12 – International Triennial Exhibition of Artistic Relief Printing ( Suíça ), na Biennale Internationale d’Estampe Contemporaine de Trois-Rivières ( Canadá ), na BIMPE V – The Fifth International Biennial Miniature Print Exhibition ( Canadá ), na 11ª Bienal de San Juan del Grabado Latinoamericano y del Caribe ( Porto Rico ), na 3rd International Biennial Racibórz 2000 Poland ( Polônia ), na The 3rd International Mini Print Cluj-Napoca ( Romênia ), no 3º Concurso Internacional de Mini Grabado “Ciudad de Ourense” ( Espanha ), na 5ª Bienal Nacional de Grabado en Relieve – 1ª Iberoamericana XYLON Argentina, na III Bienal Argentina de Gráfica Latinoamericana 2004, na 1st International Small Engraving Salon Inter-Grabado 2005 ( Uruguai ), na 2ª e na 3ª Muestra Internacional de Miniprint en Rosário ( Argentina ). No Brasil foi premiado em quarenta e cinco ocasiões, entre elas, no 10° Salão Paulista de Arte Contemporânea, no 3º Salão Victor Meirelles, no 50º Salão Paranaense, na 10ª Mostra da Gravura Cidade de Curitiba, na II Bienal da Gravura, no 2º Salão SESC de Gravura, na VIII e na VII Bienal do Recôncavo, na 4ª Bienal de Gravura de Santo André, na 3ª Bienal Nacional de Gravura Olho Latino. Foi bolsista da Fundação Vitae em 2002 e premiado nos Programas de Ação Cultural do governo do estado de São Paulo – ProAcs Edital de 2008, 2010 e 2011 e ProAc ICMS de 2013.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui