Prefeito de Caraguá cobra de Alckmin aumento de velocidade na Tamoios

Pedido foi feito durante detonação de mais um túnel que faz parte da construção da Nova Serra

0
126
Detonação de rochas da Tamoios teve presença do governador (Foto: NI

O aumento da velocidade na Rodovia dos Tamoios (SP-99), que hoje varia entre 60 e 80 quilômetros por hora foi um dos principais pedidos feitos pelo prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, ao governador Geraldo Alckmin, que esteve na região.

- Publicidade -

Ele participou da detonação de grande porte do Túnel 1 da Nova Serra. Com 2.850 metros de extensão e duas faixas de rolamento, esse túnel será o primeiro do novo trecho, considerando o sentido São José dos Campos – Caraguatatuba.

“Hoje a Tamoios é uma rodovia segura e melhorou muito o tráfego, por isso seria necessário um estudo em relação a este ponto”. Sem ser direto, o governador informou a reivindicação vai ser analisada.

Aguilar Junior ainda cobrou melhorias na faixa de rolamento da Rodovia Rio-Santos (SP-55) no trecho entre Caraguá e São Sebastião. “Queremos a municipalização deste trecho, mas antes disso, precisamos ver o contrato com as empresas que fazem as obras do Contorno para que façam as melhorias nos caminhos de serviços que usam como acesso”.

Túnel

A detonação da rocha do túnel que terá 2.850 quilômetros foi feita pelo governador Alckmin que destacou a importância da obra para o Litoral Norte. Segundo ele, esta é a região que mais cresce no Estado e no País por conta dos empregos oferecidos pela construção civil, comércio, serviços.“Parafraseado o Milton Nascimento, que diz na música que ‘o artista deve ir aonde o povo está’, o governo deve ir aonde o povo está. O Litoral Norte é um fenômeno e por esta razão o governo deve estar atento e trabalhando”.

Somente com as obras da Nova Tamoios e do Contorno, são estimados empregos diretos para 3,5 mil trabalhadores. A nova Tamoios prevê a duplicação do trecho de Planalto entre Caraguatatuba e Ubatuba, de quatro quilômetros e a Nova Serra.

Com investimento de R$ 2,8 bilhões e mais de 70% do tempo de obra da duplicação da Tamoios será gasto com a escavação de túneis. Dos 21,6 quilômetros de pistas – entre o km 60,4 e o km 82 -, cerca de 12,6 quilômetros são referentes a túneis da obra – o maior deles com 5,5 quilômetros, considerado o mais extenso do Brasil.

A duplicação prevê, ainda, a instalação de viadutos (aproximadamente 2,3 quilômetros) e uma ponte. No ano que vem está previsto a entrega dos primeiros quatro quilômetros de duplicação, entre o km 60,4 e o km 64,4.

Atraso

Com atraso de um ano do previsto no lançamento da obra, o governador Geraldo Alckmin disse que a estimativa é entregar no primeiro semestre de 2018 o trecho do 1º Lote do Contorno entre Caraguatatuba e Ubatuba, até a Casa Branca, e os lotes 2, 3 e 4, de Caraguá a São Sebastião até o final do mesmo ano. Já a Nova Serra tem previsão de ser liberada em 2020, dentro do cronograma original.

“Tivemos problemas com a Serveng (responsável pelos lotes 1  e 2 – que vai de Caraguá até o Jaraguá, em São Sebastião) e estamos apertando a Construtora para acelerar a obra. Inclusive, ela pode ser multada por esse atraso”, informou Alckmin.

Conforme o governo do Estado, os principais benefícios esperados com a entrega da obras serão: agilizar o escoamento da produção ao facilitar o acesso ao Porto de São Sebastião; melhorar o tráfego em Caraguatatuba e São Sebastião; incrementar o turismo no Litoral Norte; e aumentar a segurança viária, com consequente redução no número de acidentes.

Em relação esses dados, o governador fez questão de frisar que antes da duplicação da Rodovia dos Tamoios , em 2011, foram registrados 30 acidentes, sendo que de janeiro a julho do ano passado o número caiu para 8 e no mesmo período de 2017 foram 5, nenhum com óbito.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui