Exame indica que boto morto em Caraguatatuba teve pneumonia

Vídeo que circula nas redes sociais acusa pescadores e redes pela morte do animal
O animal se parece com um golfinho (Foto: Divulgação)

Por Fernanda Veiga

Um exame de necropsia indicou que o boto marinho encontrado na praia Martin de Sá, em Caraguatatuba, morreu por conta de uma grave pneumonia. Um vídeo que circula nas redes sociais desde terça-feira (11) sugere que as redes dos pescadores locais teriam causado o acidente. As imagens mostram moradores da região exibindo o animal na areia e acusando os pescadores.

De acordo com relatório do Instituto Argonauta, o boto estava com marcas do petrecho, porém é possível que esse animal já estivesse doente, à deriva, e isso o fez com que ele se enroscasse na rede.

Trata-se de um Boto-cinza (Stalia guianensis) encontrado morto dia no dia 29 de novembro pela equipe da Unidade de Estabilização de Animais Marinhos de São Sebastião e encaminhado ao Instituto para investigação da causa da morte. 

“Precisamos conhecer melhor as causas antes de afirmar que sua morte está relacionada com a ação do homem. Podemos considerar que a amputação foi feita por alguém que pode ter encontrado esse animal em uma rede, aparentemente já morto”, explica Carla Beatriz, diretora do Instituto Argonauta.

Instituto Argonauta

O Instituto Argonauta para a Conservação Costeira e Marinha é uma organização não governamental sem fins lucrativos fundada em 1998 pela diretoria do Aquário de Ubatuba que atua em projetos de resgate e reabilitação da fauna marinha, educação ambiental e resíduos sólidos no ambiente marinho, além de executar o Projeto de Monitoramento de Praias (PMP-BS) no litoral Norte de São Paulo.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário