Escola de Ilhabela é a primeira da América Latina a tranformar lixo em gás

O sistema biodigestor gera gás de cozinha e fertilizantes naturais
Sistema tem capacidade paa 10Kg de lixo por dia (Foto: PMI/ Divulgação)

A escola municipal Paulo Renato Costa Souza, no bairro da Barra Velha, em Ilhabela, foi a primeira da América Latina a adotar um sistema para transformação de lixo orgânico em gás de cozinha. O aparelho biodigestor foi instalado em um projeto piloto da secretaria de Meio Ambiente e tem capacidade para 10 Kg de lixo por dia inicialmente.

Além de produzir o gás metano, o sistema, com duração de aproximadamente 10 anos, diminui o descarte de lixo no meio ambiente. O objetivo da Prefeitura é obter mais três ou quatro biodigestores para transformar todo o lixo do local em gás e biofertilizantes para irrigação natural de hortas e áreas verdes.

A ação também integra as atividades do programa municipal “Verde Azul”, que inclui iniciativas, como composteiras, caixas coletoras de bitucas e oficinas de conscientização ambiental para alunos e professores.

Homebiogas

O Homebiogas um biodigestor que transforma alimentos orgânicos em biogás e fertilizante orgânico líquido. O sistema promove a utilização do gás para cozinhar em um fogão, enviado junto com o equipamento, assim como o uso do fertilizantes.

A biodigestão, em pequena escala, é um processo milenar. Cada sistema promove o tratamento local de até uma tonelada por ano de lixo orgânico e ajuda a reduzir o efeito estufa, deixando de emitir seis toneladas por ano de gases prejudiciais à camada de ozônio.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário