Ventos de 100 km/hora causam estragos na Costa Sul de São Sebastião

Estrutura metálica da quadra de escola de Maresias foi arrancada
Estrutura está segura por um poste (Fotos: Divulgação)

Um forte vendaval registrado pro volta das 22h deste sábado (24) provocou vários estragos na Costa Sul de São Sebastião. A situação mais grave foi registrada na Escola Municipal Edileusa Brasil Soares de Souza, no Sertão de Maresias, onde toda a estrutura metálica da quadra foi arrancada. As rajadas chegaram a 100 km/h.

Também houve ocorrências de queda de árvores no bairro, sendo que uma atingiu um veículo estacionado na avenida Francisco Loup, mas não houve feridos. Mesma situação foi registrada entre a serra de Maresias e Boiçucanga, com a interdição da pista até a remoção. Os trabalhos foram até por volta das 3h deste domingo (25). 

O prefeito Felipe Augusto esteve na região para avaliar os estragos. As proximidades da escola Edileusa ele informou a necessidade de interditar a Rua Projetada na altura da Rua do Forno e da Cesp próximo à unidade escolar, pois há risco de queda de partes ainda seguras por postes.

“Já pedimos à EDP Bandeirantes o desligamento da energia e que amanhã (domingo) possa fazer o aterramento para começarmos a recuperação”, explicou o prefeito. Ele ainda disse que só após nova avaliação será possível saber se haverá aula na segunda-feira. 
Árvore sobre a via (Foto: Divulgação)

Defesa Civil, equipes da Regional de Maresias também estiveram na área para verificar os estragos. O diretor da Regional, Teo Ferreira informou que apesar de quedas de árvores nas ruas e em casas, não houve necessidade de remoção de moradores. 

Ilhabela

O arquipélago também sofreu com os fortes ventos registrados durante a note e a madrugada. Na comunidade tradicional da praia do Bonete, no sul da Ilha, houve queda de árvores, telhados de casas foram arrancados e o rancho dos pescadores também foi atingido. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário