Rio de Maresias aparece poluído e associação alerta para falta de saneamento

Espuma branca apareceu próximo a casa noturna mais procurada da região
Maresias é um dos locais mais procurados do Litora Norte (Foto: Divulgação)

Uma espuma branca que apareceu no rio Ipiranga (veja vídeo), que corta o bairro de Maresias, na Costa Sul de  São Sebastião, deixou moradores intrigados. O episódio foi filmado e após gerar polêmica nas redes sociais, a Associação de Amigos do Bairro de Maresias (Somar) alerta, mais uma vez, para os problemas de saneamento básico na região.

O presidente da entidade, Eliseu Pires Arantes, afirmou que a espuma era provavelmente detergente despejado de forma irregular. Ele afirmou ainda que há anos são enviados ofícios para prefeitura no sentido de fiscalizar a região e descobrir onde acontece o descarte que vai parar no rio. 

O secretário da pasta, Auracy Mansano, informou que uma equipe de fiscais foi até o local, mas ao chegar lá, a espuma já havia se dissipado.

O rio afetado pelos casos de poluição fica atrás de uma das casas noturnas mais procuradas da região, de hotéis e outros estabelecimentos comerciais badalados. Eliseu Arantes explica ainda que o curso do Ipiranga deságua nos rios do Canto e da Barra, gerando casos de mau cheiro na praia. 

Até mesmo o bairro vizinho de Paúba, que possui sistema de saneamento, acaba afetado quando a maré de leste carrega os resquícios de resíduos para a praia.

Maresias tem uma população de aproximadamente 10 mil pessoas, sendo que a maior parte reside em área irregular onde não há fossa. O problema de saneamento básico é antigo no bairro e a assinatura do convênio com a Sabesp está previsto para janeiro de 2019, mas até que se finalizam os projetos, a expectativa chega a pelo menos quatro anos.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário