Contrato da Praiamar segue até 2022 após greve dos ônibus

Motoristas aceitam aumento de 4,5% e frota volta às ruas em Caraguá
Motoristas queriam aumento de 22% mas aceitaram 4,5% (Foto: PMC/ Divulgação)

Após sete dias de greve dos motoristas de ônibus da concessionária Praiamar, a frota volta às ruas de Caraguatatuba e o contrato da empresa deve seguir até 2022. Os horários voltaram ao normal nesta terça-feira (13). Os dias de paralisação serão abonados em 50% e a outra metade deverá ser compensada pelos trabalhadores.

Segundo o termo de audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), o acordo ficou firmado com um reajuste salarial de 4,58%, passando o piso da categoria de R$ 1.508 para R$ 1.619, assim como aumento dos benefícios (vale alimentação e PLR) em 4,58% . Ficou acertado ainda que durante 60 dias nenhum dos funcionários pode ser dispensado em função da greve. 

 A greve começou com um pedido de aumento de 22% por parte dos trabalhadores, que afirmavam que o salário é um dos mais baixos da região, com jornadas que chegam a 12 horas por dia.

Atualmente, cerca de 80 trabalhadores trabalham no transporte público de Caraguatatuba e a tarifa aos usuários é de R$ 3,80.





Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário