Motoristas de ônibus de Caraguatatuba entram em estado de greve

Os trabalhadores afirmam ganhar os salários mais baixos da região e pedem aumento de 22%
Praiamar e trabalhadores vão se reunir nesta quarta-feira (Foto: Nova Imprensa)

Os motoristas de ônibus de Caraguatatuba entraram em estado de greve por aumento salarial. Os trabalhadores da empresa Praiamar pedem reajuste de 22% e afirmam que a negociação segue desde maio sem acordo. A promessa da categoria é que a paralisação comece na segunda-feira (5), caso a concessionária de transportes não atenda as reivindicações.

Além do aumento de salários, os motoristas pedem vale-alimentação de R$ 500 e Participação de Lucros e Resultados (PLR) de R$ 600. De acordo com o Sindicato dos Motoristas, Trabalhadores nas Empresas de Transportes de Passageiros Urbanos, o pagamento de R$ 1.508,04 em Caraguatatuba é o mais baixo da região e além disso, as jornadas chegam a 12 horas por dia.

O Sindicato explica ainda que já tentou diversas formas de negociação, pedindo inclusive o apoio e intervenção do Ministério do Trabalho e Emprego e da Prefeitura de Caraguatatuba, mas até o início da semana a Praiamar não teria apresentado nenhuma resposta oficial. As partes envolvidas devem se reunir nesta quarta-feira (31), às 14h, com o objetivo de solucionar a situação.

Atualmente, cerca de 80 trabalhadores trabalham no transporte público de Caraguatatuba e em caso de greve, apenas 30% da frota deve funcionar, conforme a legislação prevê em casos de serviços essenciais. A tarifa aos usuários é de R$ 3,80.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário