Capela com imagem de Iemanjá é vandalizada no norte de Ilhabela

O local era ponto de fé de pescadores, que faziam preces antes de sair para o mar
Capela foi vandalizada em Ilhabela (Foto: Evandro Oliveira)

Por Daniela Malara Rossi

A Capela de Santa Cruz, que abrigava uma imagem de Iemanjá, na praia da Ponta Azeda, região norte de Ilhabela, foi encontrada vandalizada no último domingo (14). O local já teve diversos santos, como Nossa Senhora dos Navegantes, São Benedito, São Pedro e Imaculada Conceição, padroeira das comunidades da Armação e do Pinto. Segundo relatos, todos os símbolos foram alvo de ataques similares.

O local é uma construção histórica e, de acordo com o pesquisador Edson Souza, era um ponto de peregrinação católica, onde aconteciam festas e o tradicional levantamento de mastro. O ritual deixou de acontecer e após atos de vandalismo, a capela ficou fechada durante um tempo. Foi quando pescadores levaram para lá a imagem de Iemanjá. "Eles faziam suas preces antes de saírem para pescar", conta ele. Edson explica ainda que a capela faz parte de quatro obras contruídas no arquípelago em homenagem a Santa Cruz e essa é a quarta.

O pároco responsável pela Igreja Matriz da Vila, Padre Mateus Martins de Almeida, afirmou que a igreja católica condena qualquer tipo de ato de vandalismo e intolerância religiosa. 

Nas redes sociais, a população se mostrou interessada em ajudar e fazer um mutirão para reconstrução da igrejinha. De acordo com o Padre Mateus, é a comunidade local que vai decidir qual imagem representa a Capela e deve ser recolocada.

A Prefeitura de Ilhabela não se posicionou sobre o caso até o fechamento dessa matéria.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário