DDM de Caraguatatuba prende quatro procurados durante Operação Midas

Um deles cumpre pena em regime aberto por homicídio 
Um dos procurados detidos pela DDM (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Policiais civis da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Caraguatatuba prenderam quatro homens procurados pela Justiça durante a Operação Midas, realizada em todo o país a pedido do Ministério da Segurança Pública. Um deles estava em regime aberto e cumpria pena por homicídio. 

A ação foi realizada na quarta e quinta-feira (26 e 27), e de acordo com o delegado da DDM, Leandro Reis da Silva, no município foram três investigadores em ação. Antonio Felipe Gomes do Nascimento, 27 anos, foi detido em sua casa no bairro Estrela Dalva, região central da cidade.

Ele era investigado por ter agredido a ex-mulher, mesmo cumprindo regime aberto, quando não pode sair de casa a partir das 22h nem frequentar bares e deve trabalhar. “Durante as investigações soubemos que era procurado”, explicou o delegado. 

Os outros três detidos eram procurados por falta de pagamento de pensão alimentícia. Eles estavam em suas residências nos bairros Perequê-Mirim, Barranco Alto e Morro do Algodão, todos na região sul da cidade.  

Ainda de acordo com o delegado da DDM, havia, ainda, outros 13 locais para serem cumpridos mandados de prisão, mas os procurados não foram localizados. “Salientamos que esses mandados se manterão abertos e retornaremos a esses locais”. 

O chefe do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC), delegado Emerson Wendt, explica que a Operação Midas teve como objetivo tirar de circulação as pessoas que causam sensação de insegurança muito grande à população.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário