#SeLiga - Merenda - Emancipação - dinheiro

Merenda I

Entrou em vigor uma lei que obriga a divulgação do cardápio da merenda servida nas escolas e creches de São Sebastião. A matéria foi apresentada pelo vereador Ernaninho Primazzi, e publicada no Diário Oficial da última sexta-feira (27/07). Conforme o texto, devem ser afixados cartazes nos refeitórios das escolas e creches, além de publicação no site oficial. A divulgação tem ocorrer com, no mínimo, dois dias de antecedência.

Merenda II

O cardápio deve informar as especificações das refeições fornecidas, de acordo com a faixa etária e necessidades especificas de cada individuo, e o nome do nutricionista responsável. A lei prevê ainda que eventuais mudanças no cardápio deverão ser divulgadas com, no mínimo, 24 horas de antecedência.

Merenda III

A medida é louvável, mas o que precisa também estar atento é em relação à qualidade da merenda que é servida na rede municipal. Sabemos que as merendeiras têm um carinho muito especial com as crianças, mas, ultimamente, tem chegado várias reclamações nesse sentindo.

Merenda VI

A situação não está nada fácil nessa área em São Sebastião. Com o retorno das aulas, o que não falta nas redes sociais é reclamação referente à merenda, ou melhor, à falta dela. Arroz e feijão, café servido à 10h, mantidos comprados de última hora em supermercado, ou seja, o caos instalado. A prefeitura não tem uma empresa para fazer o serviço e a correria é total. Vamos aguardar o que vem por aí.

Emancipação Já I

E as coisas não andam muito bem por São Sebastião, especialmente na Costa sul que, após alguns anos, volta a falar em Emancipação do município. A movimentação é grande, com direito a reuniões com os vereadores Pixoxó e Daniel Simões e até levantamento do que é necessário para esse ato. Os moradores dessa região têm se mostrado incomodados com a falta de atendimento por meio da administração pública.
  
Emancipação Já II

Em documento, a comunidade aponta que é necessário ter 20 mil habitantes e a Costa Sul conta com 29.340. Um abaixo assinado com 20% dos eleitores, ou seja, 4 mil assinaturas.  Um ofício endereçado aos deputados estaduais de São Paulo, para que analisem e aprovem a criação da nova Cidade independente de São Sebastião. A Câmara teria até 180 dias para dar um posicionamento aos pleiteantes e dentro desse prazo  seria realizado um estudo de viabilidade quanto a criação do novo município.  Se tudo estiver dentro da normalidade, marca-se um plebiscito. Vamos acompanhar esse movimento. 

Ajuda MP I

O vereador Ernaninho e moradores da Travessa Miramar, no Morro do Abrigo, na região central de São Sebastião, entregaram um dossiê ao Ministério Público pedido providências em relação às casas que estavam na linha de passagem das obras do Contorno Sul. Em 2015 algumas famílias tiveram que sair das residências, por medida de segurança, após a queda de uma pedra.

Ajuda MP II

Agora, conforme o vereador, elas tem prazo de 20 dias para retornar, mas os imóveis estariam com rachaduras.  “A Queiroz Galvão ficou de entregar as casas em condições de segurança e não é isso que acontece. Nem a construtora e nem a Dersa, responsável pela obra, querem se responsabilizar e isso não pode ficar assim”, disse o parlamentar. 

1 milhão

O presidente do MDB São Sebastião, Juan Garcia, o vereador Professor Gleivison e o presidente da Juventude do MDB São Sebastião, Marcos Brasil, comemoram a liberação de uma a liberação de uma verba extraordinária de R$ 1 milhão, pelo deputado estadual Junji Abe, que deve ser destinada à infra-estrutura turística de São Sebastião.  O recado é que haverá um monitoramento da liberação desta verba, que irá diretamente para a Prefeitura Municipal, e cobrará a apresentação dos projetos.

3 milhões

Por falar em dinheiro, em Ubatuba a população quer saber onde estão os R$ 3.412.500,00 conseguidos pelo então secretário de Esportes, Marcelinho Carioca, conseguido após audiência com Ministro dos Esportes Leonardo Picciani, em setembro de 2017. A confirmação teria se dado em dezembro do mesmo ano, mas até o momento, segundo a população, não se sabe onde o recurso foi ou será investido. Lembrando que deve ser na área esportiva. 

Mais recurso I

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, acompanhado do secretário adjunto de Saúde, Gustavo Barboni, esteve em Brasília (DF) para solicitar investimentos nas áreas de saúde e pesca. Em um dos documentos protocolados, ele destaca  a necessidade de revisão das legislações vigentes quanto às restrições impostas pela pesca, uma vez que cada região possui sua peculiaridade e, por isso, justifica-se a aplicação de normas específicas à realidade de cada núcleo pesqueiros. Outro ponto apontado com base em reuniões com os pescadores ilhéus é a necessidade de uma fábrica de gelo e uma câmara fria. 

Mais recurso II

Quanto à saúde, o pedido é pela ampliação dos serviços, especialmente na especialidade de emergência, uma vez que o município tem apenas uma unidade do Samu e a necessidade é pela ampliação da frota. Por isso, há a necessidade da liberação de investimentos para a aquisição de duas ambulâncias e duas motolâncias para serviços de resgate desenvolvidos pelo Samu no valor de R$ 400 mil; recursos para aquisição de ambulância, Van, e investimentos no CRA (Centro de Referência Animal), também no valor de R$ 400 mil; recursos para o Programa de Atenção Básica no valor de R$ 24 mil; e o recurso para a aquisição de um veículo de transporte coletivo.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário