Ilhabela tem maior crescimento populacional em dois anos, aponta IBGE

No Litoral Norte, aumento no período analisado foi de 3,7%
Maire com familiares em Caraguatatuba (Foto Arquivo Pessoal)

Estimativa da população residente no País feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2018 mostra um crescimento em torno de 3,7% no Litoral Norte em relação a 2016. Ilhabela foi o município que mais cresceu no período, cerca de 5,1%. Caraguatatuba tem a maior população da região. 

Com base nos dados divulgados, o Litoral Norte tem hoje 331.301 moradores quando há 2 anos o total apontado pelo IBGE era de 319.331 (3,7%). 

Em quantidade a cidade que mais cresceu em números foi Caraguatatuba que tem hoje 119.625 habitantes quando tinha 115.071 no período (3,9% de crescimento). 

Faz parte dessa estatística a auxiliar de saúde Maire Helen Massariol, 36 anos, que em abril adotou a cidade. Ela veio de São Paulo com os dois filhos em busca de qualidade de vida. “Aqui é litoral e eu acho que cidades litorâneas têm mais qualidade”. 

Ela ainda dá um puxão de orelha nos moradores mais antigo. “A cidade é boa como eu imaginava, mas percebi que os moradores antigos reclamam muito daqui, cobrando mais interesse dos governantes da cidade. Porém, eu que vim de outra cidade, percebi o quanto aqui é bem estruturado e tem um grande incentivo nos esportes. Só a saúde deixa muito a desejar”. 

Mas, percentualmente, o arquipélago de Ilhabela é o que mais tem recebido novos moradores conforme indicam os dados do IBGE (5,1%), índice maior que do Litoral Norte como um todo. Em 2016 eram 32.782 habitantes e neste ano 34.333. 

Uma das novas moradoras é a turismóloga Luana Acosta, 33 anos, que saiu de Brasília há quatro anos e foi para a Ilha com o intuito de passar nove dias e prosseguir com sua viagem. Não resistiu aos encantos e ficou. 

“Havia acabado de finalizar um projeto e vi aqui uma oportunidade de carreira por ter concursos, processos seletivos e mais oportunidade de trabalho. Também reúne três coisas que gosto muito: mata, cachoeira e praia”. 

Em São Sebastião, o crescimento populacional foi de 3,8%, passando de 84.294 para 87.596 habitantes. 


Luiz Herique aproveita momentos em Ubatuba (Foto: Arquivo Pessoal)
Já Ubatuba foi o município que tem um crescimento menor que a média da região, 2,7%, passando de 87.364 para 89.747. Mas o empresário Luiz Henrique Porto, 52 anos, não quis saber se o crescimento foi menor. 

Em abril passado ele deixou sua cidade Natal, Ribeirão Preto, de mala e cuia para a Capital do Surf. “Frequento Ubatuba desde que tinha 8 anos. Sempre pensei que um dia moraria na praia. Quando surgiu a oportunidade de mudar de profissão e me perguntaram onde eu moraria, na hora escrevi Ubatuba. Deu certo. Vim pra cá e não me arrependo”.

Hoje ele anda de bicicleta, já comprou uma prancha de surfe, é adepto do lema ‘meu escritório é na praia’ e não pensa em voltar. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário