Governador visita Caraguatatuba e recebe cobranças de prefeitos

Velocidade na Tamoios, melhorias nas balsas, municipalização da Rio-Santos foram algumas das demandas
Prefeitos participaram da visita do givernador (Foto: Divulgação)

Em visita rápida ao Litoral Norte, o atual governador de São Paulo e candidato à eleição, Márcio França, foi cobrado pelos prefeitos Aguilar Junior (Caraguatatuba) e Márcio Tenório (Ilhabela) por soluções a demandas que assolam a população. França foi acompanhar o andamento das obras do Hospital Regional e do túnel em construção da nova serra da Rodovia dos Tamoios (SP-99).

A duplicação da nova pista da Tamoios foi um dos temas abordados por Aguilar Junior que luta para que a velocidade passe dos atuais 80 para 100 km/h, um clamor de usuários que entendem que a rodovia está preparada para essa alteração. A incidência de multas também é outro fator em questão.

“A rodovia está mais segurança, mas ele não deu muita sinalização ao nosso pedido”, disse Aguilar, acrescentando que também reforçou a necessidade da municipalização do trecho urbano da Rio-Santos (SP-55), desde que antes o Estado faça o recapeamento.

“No começo do mês estive com o secretário Mario Mandolfo (secretário de Estado de Logística e Transportes) e ele já se colocou à disposição para realizar tapa-buracos, embora nós também estamos cuidando de trechos da rodovia”, acresecentou o prefeito.

Por Ilhabela, o prefeito Márcio Tenório voltou a cobrar do governador um melhor funcionamento da balsa e o foi informado que, em breve, retornam duas balsas que estão em reforma. Em entrevista à imprensa, Márcio França se mostrou favorável a uma maior participação dos municípios na administração do sistema de travessia entre São Sebastião e Ilhabela.

O vice- prefeito de São Sebastião,  Amilton Pacheco, também acompanhoua visita,  mad não fez nenhuma reivindicação. 

Em relação ao Hospital Regional do Litoral Norte, construído em Caraguatatuba, o governador confirmou a entrega para o dia 31 de março de 2019 e já deu ordem para licitar os implementos para equipar a unidade de saúde. O destaque é que após pronto o HR deve gerar em torno de 1.200 empregos diretos e indiretos.

O Hospital Regional vai oferecer nove salas de cirurgia e 220 leitos – 186 leitos operacionais distribuídos em 48 de clínica médica, 48 de clínica cirúrgica, 25 de ortopedia e traumatologia, 25 de neurocirurgia e 40 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), além de 16 leitos de Day Clinic e 20 leitos de Pronto-Socorro. Ele está sendo construído em uma área de 28 mil metros.

Questionado sobre a paralisação das obras dos Contornos, o governador fez questão de frisar que “o governo do Estado tem dinheiro”, dando a entender que o problema está ligado às construtoras.  O valor total da obra é de R$ 1,9 bilhão.

O Contorno Sul liga Caraguatatuba a São Sebastião e é uma obra administrada pela Dersa – Desenvolvimentos Rodoviário S/A. Ele é composto por três lotes. O lote 2 vai da serra até o bairro Enseada e a Construtora Serveng é a responsável. Cabe à Construtora Queiroz Galvão os lotes 3  (Enseada à Topolândia) e o 4 (Topolândia à saída para o Porto de São Sebastião). O lote 1 compreende o trecho de Caraguatatuba com saída para Ubatuba (até Casa Branca) e sua execução também é pela Serveng.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário