Com custo de R$ 204,5 milhões, 4 Km são entregues na serra da Tamoios

A primeira fase da obra de duplicação na rodovia foi liberada na quinta-feira (2)
 A obra foi finalizada do Km 60,4 a 64,4 (Foto: Divulgação)

Foi liberada ao tráfego, nesta quinta-feira (2), a primeira fase da duplicação do trecho de serra da rodovia dos Tamoios. Com investimento de R$ 204,5 milhões, o trecho vai do km 60,4 ao km 64,4. No local, foi implantada uma nova pista, uma ponte sobre a represa de Paraibuna, um viaduto e uma passagem inferior. 

A previsão é de que cerca de 35 mil veículos trafeguem pelas novas pistas diariamente. O objetivo da obra é ampliar a capacidade de fluxo da rodovia e aumentar a segurança viária. Para a execução da duplicação foram gerados 2.500 empregos diretos.

Em um evento no km 61,5 da rodovia, em Paraibuna, o secretário de Logística e Transportes do estado de São Paulo, Mário Mondolfo, realizou a entrega do projeto. As obras, iniciadas em abril de 2015, foram realizadas sob fiscalização da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

O evento também contou com a presença do prefeito de Paraibuna, Victor de Cássio Miranda, outras autoridades do município, representantes da Polícia Militar Rodoviária, ARTESP e Concessionária Tamoios.

Duplicação 

Principal intervenção do contrato de concessão, a duplicação do trecho de Serra está sendo executada entre Paraibuna e Caraguatatuba com previsão de entrega para 2020. Do total de 21,6 quilômetros de pistas (entre o km 60,4 e o km 82), cerca de 12,6 quilômetros são referentes a cinco túneis da obra – o maior deles com 5,5 quilômetros, o mais extenso do Brasil. A duplicação prevê, ainda, a instalação de um total de nove viadutos (aproximadamente 2,3 quilômetros), uma ponte e um pontilhão. Mais de 70% do tempo de obra da duplicação da Tamoios será gasto com a escavação de túneis. Os investimentos somam R$ 2,8 bilhões.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário