Baleia encalha em Caraguatatuba e é enterrada na praia do Aruan

Animal de 6,5 metros foi avistado já em estado de decomposição
Trabalho realizado para retirada da baleia (Fotos: Cláudio Gomes/PMC)

O corpo de uma baleia Jubarte apareceu na tarde deste domingo (19) boiando na praia do Aruan, região central de Caraguatatuba. Devido ao avançado estado de decomposição não foi possível identificar o sexo e a estimativa da equipe técnica presente é que era um animal juvenil por conta do tamanho, cerca de 6,5 metros de comprimento. 

“A baleia estava muito inchada e a carcaça foi se abrindo conforme o uso de maquinário usado para fazer a remoção do local onde encalhou para o enterro na areia”, explicou o biólogo Manuel Albaldejo, coordenador do Instituto Argonauta em São Sebastião. 



O animal foi avistado por um praticante de kitesurf que avisou o instituto. Equipes da Defesa Civil e da Prefeitura de Caraguatatuba foram acionadas para fazer o atendimento. Quando a baleia chegou à praia, o local foi tomado por curiosos que acompanharam o trabalho de remoção. 

De acordo com o biólogo Albaladejo, nesta época é comum o aparecimento de baleias por esta região porque elas migram do frio congelante da Antártida em direção à Reserva de Abrolhos no Sul da Bahia, onde buscam águas mais quentes para se reproduzirem.

A orientação do biólogo do Instituto Argonauta é para que quem encontrar algum animal em condições adversas, entrar em contato pelo telefone 0800-6423341.  Este é o número do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP), ligado ao Ibama e uma das condicionantes do Licenciamento ambiental do Pré-Sal da Bacia de Santos.






Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário