Ubatuba recebe Clia Brasil e MSC e discutem revitalização do píer Comodoro Magalhães

Ampliação do receptivo é vantajoso para trabalhadores locais, diz Comtur


O prefeito Délcio Sato (PSD) recebeu nesta semana a visita de representantes da Clia Brasil - Cruise Lines Internacional Association (CLIA) e da MSC para uma reunião com o objetivo de discutir melhorias e possibilidades de abertura do mercado de cruzeiros para o município.

A CLIA é a maior associação da indústria de cruzeiros, com a missão de apoiar políticas e práticas que promovam um ambiente seguro, saudável e sustentável nos navios de Cruzeiros para os mais de 23 milhões de passageiros que viajam anualmente, bem como promover a experiência de viagem dos cruzeiros.

Antes da reunião, foi realizada uma visita técnica ao Píer Comodoro Magalhães – vistoria que apontou pequenos ajustes e melhorias necessárias para adequar o receptivo de Ubatuba. Além disso, foi discutida uma proposta de planejamento para a temporada 2018/2019.

Um dos objetivos é que Ubatuba possa se preparar para receber o maior navio da MSC, o novo Sea View, com capacidade para 5.179 passageiros e que necessita de plataforma flutuante (uma espécie de balsa) para embarque e desembarque, viabilizando a entrada dos passageiros em escunas, pois não utiliza o esquema de tenderes.

De acordo com os representantes da Clia, a oportunidade do flutuante abre espaço, também, para outras operadoras, como Pullmantur e Royal Caribean. Eles também destacaram o interesse em acompanhar o desenvolvimento de Ubatuba para receber outros tipos de navios.

O presidente da Companhia Municipal de Turismo de Ubatuba (Comtur), José Pinto de Souza Americano, destacou que para o município seria maravilhoso, inclusive, para os escuneiros que prestam serviço.

Sato garantiu que o município está caminhando e que vai melhorar ainda mais e frisou a grande oportunidade de geração de emprego, renda e movimentação da economia, criando união em torno da cidade e envolvimento de vários setores em prol de um objetivo comum.

“Está todo mundo unido – Câmara, empresários e associação comercial. Acredito que o cenário de estabilidade do governo dá segurança para investimentos. Mesmo sem dinheiro, as pessoas se uniram e trabalharam. Estamos quebrando paradigmas e todos estão muito esperançosos na cidade”.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário