Justiça Federal de Caraguatatuba recebe exposição de tapetes de Nelson Farini

As tapeçarias surgiram em Portugal em torno do século XVII
Peças podem ser visitadas de segunda a sexa (Foto: JC Curtis/Fundacc)

A Justiça Federal de Caraguatatuba recebe até o dia 29 de junho a exposição “Tapeçarias Artesanais e Arraiolo”, de Nelson Farini. Ela pode ser visitada de segunda a sexta, das 9h às 19h. A exposição é uma parceria com a Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba (Fundacc).

As tapeçarias feitas com a técnica vinda da Vila de Alenjana de Arraiolos, em Portugal, surgiram em torno do século XVII. A técnica consiste em bordar os contornos sobre as jutas e talagarças que depois são preenchidos em ponto arraiolo.

“Comecei quando criança ajudando minha mãe que não estava conseguindo fazer os trabalhos e nunca mais parei”, diz Farini, que explica, ainda, que tudo começou como um hobby depois de ter terminado a faculdade de odontologia, época que bordava junto com artesãos em São Paulo.

Como conta Farini, no atual século essa tapeçaria renasceu com um novo impulso. “Elas iam aos museus tirar riscos em tapetes desbotados pelo tempo, por isso, os tapetes portugueses mais ortodoxos possuem cores mortas. Diferente dos modernos, que são de cores vivas e muito bem combinadas”.

Serviço
Exposição “Tapeçarias Artesanais e Arraiolo”
Período:  até 29 de junho de 2018
Horário: de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h.
Entrada: Gratuita
Local: Justiça Federal de Caraguatatuba
Endereço: São Benedito, 39, Centro.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário