Exposição em Ubatuba relembra extermínio de Lídice pelos nazistas

A mostra segue até o dia 17 de junho, no Teatro Municipal
Monumento relembra crianças exterminadas (Foto: Memorial de Lídice)

O consulado da República Tcheca trouxe para Ubatuba a exposição “Tragédia de Lidice”, com um total de 12 painéis que registram o massacre da vila de Lidice pelo exército nazista em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial. A mostra tem entrada gratuita e poderá ser visitada das 9h às 12h e das 14h às 18h, no Teatro Municipal de Ubatuba, no Centro, até o dia 17 de junho.

A história do massacre foi contada na abertura da exposição no filme “Lidice” (2011), dirigido por Petr Nikolaev, com a presença da cônsul-geral da República Tcheca, Pavla Havrlíková. 

Os painéis trazem também desenhos de crianças brasileiras que participam do Concurso Internacional Infantil de Artes Plásticas Lidice, relembrando as crianças que morreram no massacre e as que morrem todos os dias em guerras.

A exposição tem apoio da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba (Fundart) e da Prefeitura de Ubatuba.

História

Lidice era uma vila que vivia economicamente da mineração. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), tornou-se um centro de resistência contra o fascismo e o nazismo. Em 10 de junho de 1942, um total de 340 dos 503 habitantes da vila foram executados pelos nazistas a tiros, por envenenamento em câmaras a gás ou em campos de concentração. Em seguida, todos os edifícios da vila – casas, repartições públicas, igreja e mesmo o cemitério -  foram destruídos. Em homenagem às vítimas, diversas vilas no mundo mudaram seu nome para Lidice e muitas mulheres que estavam grávidas batizaram suas filhas de “Lidice” em uma reação contrária à esperada pelos nazistas.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário